https://www.poetris.com/





A meretriz
Novo Membro
Membro desde:
7/7 4:18
Mensagens: 1
De uma doença venérea oriunda
A coceira se apossou da meretriz,
Era uma moça de beleza jocunda;
E que trazia no olhar alguns ardis!

Deitada no leito, muda e meditabunda
Atolada no canto de um lamento infeliz
Ela coça a vagina de maneira profunda
Tal qual a miserável e asquerosa Taís!

Ó ninguém mais procura por ela
A prostituta sem a sua clientela
É igual a um artista sem plateia

Sua vulva outrora fora um aposento
Hoje é um lugar vazio e purulento
Flor a exalar os fedores da morfeia!

Criado em: 8/7 5:28
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: A meretriz
Colaborador
Membro desde:
14/8/2018 22:45
Mensagens: 884
Leve seu instigante soneto para a seção de escritos. Parabens pelo provocativo escrito.

Criado em: 20/7 13:39
_________________
Dor e angústia protagonizam o show
Quando a noite vem, a mágica se faz
Nasce o poema das entranhas feridas
Então, abro as asas e voo ao infinito.

Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: A meretriz
sem nome
leve...! isto é um poema! andais todos fodidos da mona lisa. apanhastes muito sol na moleirinha e ficastes assim, baixinhos baixinhos. na verdade, eu às vezes gostava de me enganar, mas para minha infelicidade raras vezes me engano. mister... eheh com esse estilo jamais poderias enganar uma pessoa séria. o cão que copiou o modelo e as palavras de um livro fora do prazo de validade nem teve coragem de assinar com o próprio nome tamanha é a maldade e a merda que lhe corre nas veias. plagia tudo. é meio isto, meio aquilo... um inteiro zé-ninguém. horem a poesia meios homens de merda. cultivem coisas boas nessas cabecinhas de nabos. burros de merda. uma boa boa noite aos dois meios

Criado em: 23/7 22:55
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados