https://www.poetris.com/





Dor mensal
Colaborador
Membro desde:
22/8/2009 4:28
De Porto
Mensagens: 3332



Apesar de chover a potes, calcei as chinelas de meter o dedo. O sol atravessou-me a alma mas troquei-o por um guarda-chuva de cinco euros, a alma não se constipa mas o frio até me atravessa a tripa. Coloco nos bolsos do avental remendado todos os cromos que vou coleccionando, falta-me a caderneta e a mesa de snooker para dar rumo às bolas de natal…corro para a praia em busca do clearasil para tapar os poros da minha puberdade, quanta impureza junta quando eu menos esperava,
apareceu a tia maria de galochas com um vestido adelgaçado.
O que é o período?
Sofro sem saber explicar. É o que me dá uma dor de cabeça do carago,
como é possível sangrar cinco dias seguidos e não morrer?
É como os números primos que só se dividem por eles mesmos e o ordenado que foge como o diabo.
Ai de mim sem o trifene duzentos e os pensos Obélix ficava pior que a mona lince e a diz que dix.
Juro que no fim do mês vou comprar um balão de ar comprimido e atravessar as nuvens à procura dos alfinetes para acabar com a chuva de uma só vez, depois morrerei feliz quando uma flecha de sol ressuscitar as ruas perpendiculares da morte morrida.


Conceição Bernardino

Criado em: 5/1/2012 20:10
_________________
A coragem é a primeira das qualidades humanas porque garante todas as outras.
Aristóteles

meu Blog - http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Blog da Lavra...Boletim de Poesia - http://lavraboletimdepoesia.blogspot.com/

@cartascemremetente
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados