https://www.poetris.com/





RETROSPECTIVA DO 1º ENCONTRO LUSO-POEMAS-BRASIL
Da casa!
Membro desde:
7/9/2007 23:52
De Rio de Janeiro
Mensagens: 369
Open in new window

Encontro regado pela música, poesia unindo artistas, compositores, atores, intérpretes, cantores, poetas, pensadores, que contribuíram para que o 1º Encontro do Luso-Poemas no Brasil – Niterói-RJ. , fosse um momento mágico e de pura sensibilidade artística. A todos que contribuíram para o sucesso deste encontro, nossos agradecimentos.
by Iolanda Brazão


Boas Vindas do Coral da UFF


Fala de Âbertura.
"Lusuários, amigos e irmãos brasileiros e portugueses, chegou o momento mais esperado depois desse longo convívio num mundo invisível. Enfim, estamos juntos aqui, ao vivo e a cores. Saibam que desde que foi lançado o desafio de encontrarmo-nos além do ambiente virtual, fixou-se a ideia que; caso fosse possível realizarmos esse encontro, teríamos que fazer de tudo para transformarmos esse dia em momentos incomuns, com ações memoráveis. Se alimentou então esse desejo, pondo fermento nas vontades de todos aqueles que se dispuseram colaborar, e incentivar, até que se pudesse fixar a data e o local para esse "1º Encontro Luso-Poemas Versão Brasileira"; e é sob este slogan, que desejamos todos, que fique o evento reconhecido e registrado nos anais do www.luso-poemas.net , a favor do site, a importância da realização, desta vez em território brasileiro como sendo; o primeiro passo do seguimento importante e definitivo de estreitamento dos laços de amizade entre os povos irmãos Brasil e Portugal para a expansão da interação e crescimento cultural dos indivíduos, principalmente daqueles que são interessados no crescimento, preservação e divulgação da Língua Portuguesa, da arte literal, musical e de todas as artes do mundo lusófono através dos ambiente de escrita e que nos acolhe como amadores da arte literal, assim como se faz no Luso-Poemas.

Poder o nosso evento contar com essa estrutura, realizando-o no MAC - Museu de Arte Contemporânea de Niterói - RJ, e saber que neste dia iremos poetar sobre o piso duma obra tão grandiosa e de projeção internacional, jóia arquitetônica incrustada neste solo de Niterói, cidade honrada pelas mãos desse mestre da arquitetura, Oscar Niemeyer, é um privilégio, para eu e para todos nós que aqui estamos neste 15 de Julho de 2012 para participar de um domingo grandioso, uma festa da poesia, um momento ímpar de confraternização e principalmente, oportunidade una de darmos o testemunho, cada um de per si, daquilo que capaz somos possível fazer quando há o desejo dentro do peito de divulgarmos quão bela é essa grandeza linguística que nos faz comunicáveis, nos faz responsáveis na promoção da palavra e da divulgação da poesia nessa contemporaneidade.

Aqui e agora, grita em mim e certamente em todos nós, uma satisfação incontida, haja visto, o enorme grau de dificuldade que se teve em conseguir autorização em outros locais de projeção cultural noutra cidade, felizmente, conseguiu-se aqui, no MAC, é uma conquista de valor cultural incalculável para o nosso movimento literal, para o ambiente do Luso-Poemas . e para o nosso prazer pessoal, podem ter a certeza.

Mas que não seja esta uma oportunidade una e somente da região Sudeste, desejamos que esse evento, seja o primeiro duma série, que seja a alavanca para outros em caminhadas itinerantes e ininterrupta por todos os quadrantes do nosso Brasil.

Niterói registrará na sua história mais um evento do gênero, como sempre se portou, presente e acolhedora as causas culturais. certamente está sorrindo mais uma vez, de poder fazer do seu solo, o marco de mais um importante evento.

Desde já nossos agradecimento a Prefeitura de Niterói, ao vereador Sr.André Diniz, que é um amigo envolvido com gosto as causas culturais, a Fundação de Arte e Cultura de Niterói na pessoa do Sr. Ivan Macedo Viana
Da administração do Mac, a Sra. Josiane Scalabriim e do Sr. Luis Rogério Baltazar, Chefe da Divisão de Administração, pela diligente atenção e prestimosa colaboração as nossas necessidades organizacionais.
A todos; Obrigado.
José Silveira"



Apresentadores:
José Silveira
Gisele Lemos

Palestrantes:
Carolina Tavares da Silva Louback; psicóloga, mestranda pela PUC-SP na área de família.
Dom Edson Carvalho de Luna Freire; poeta e presidente da Academia Niteroiense de Belas Artes, Letras e Ciências

Performance poética:
Aline Machado, Jorge Queiroz e Diana Balis do Conto&Cena

Apresentações musicais:
Coral da Universidade Federal Fluminense
Peri Santoro; regente.

Marcos Assumpção; poeta, escritor, musicista, compositor e cantor.


by chancelerdeluna2011

Zésilveira; poeta, compositor, intérprete, e; seu grupo com os mestres: Gim; violão, Manél; bandolim, Vinicius; cavaquinho. Percussão, mestres: Gilson; tantan e Antonio; pandeiro.




Fotos do MAC, Niterói, de Poetas e apresentações; Zésilveiradobrasil e do Cássio Tucunduva; poeta, violonista, compositor e intérprete.



Leituras e declamações:
Diana Balis
Dom Edson Carvalho de Luna Freire
Fátima Abreu
Felipe Mendonça
Iolanda Brazão
Kaleb Félix Costa e Rosa
Karla Bardanza
Roberto Esteves da Fonseca
Sandra Fonseca
Sissa Schultz
Sol Figueiredo
PCoelho
Zésilveira


Sol Figueiredo e Kaleb, by Iolanda Brazão


by Sandra Fonseca


PCoelho e Sandra Fonseca, by Iolanda Brazão





Abaixo; os poemas criados sob o tema:
“Oscar Niemeyer; o Homem e sua obra, em poesia”que fazem parte do Livro-CD elaborado pela poetisa Gisele Lemos e que foi oferecido aos ‘lusuários’ presentes, como agradecimento; uma singela lembrança do evento.


ARTE PURA ARQUITETURA
Sandra Duarte dos Reis – Rio de Janeiro – RJ.

Sou a que admira a sua obra,
beleza que sugere sensualidade.
Sou a que se encanta com suas curvas,
arte pura no meio da cidade.

Criador, com método, conciso e obstinado,
seu trabalho é todo linguagem.
No Museu de Niterói,
a sua marca de simplicidade.

Antes de tudo, o sonho,
talvez o corpo de uma mulher.
Antes de tudo, a paixão
que explode como furacão.

Talvez por isso tenha criado
os anéis paralelos
que atuam como quebra-sóis,
para abrandar o fogo em nós.

Nos meus olhos, o espanto,
reverência a quem trabalha com afã.
Mestre das linhas de espaços siderais,
cria hoje a arquitetura do amanhã.

Biografia:
Sandra Reis é carioca, professora de ensino fundamental e terapeuta holística. Publicou um livro infantil (Memórias de uma Borboleta Encantada) em 1977 pela Litteris e em 2009 publicou (Buscando Caminhos), um livro sobre seu filho (portador de uma síndrome rara).



DÍSTICO
José Silveira- Niterói – RJ.

‘Oscar Niemeyer’
contemplo a distância
a sua obra e fico estático.
belo contexto de concreto.
uma obra que se expande,
mexe com o nosso imaginário,
daqueles que o belo vê.
no arquitetônico disco
o silêncio e a emoção guardados
diante da monumental obra
‘extravagantemente contemporânea’
imponentemente luxuriosa
que te move e move-se.
logo me vem à genialidade
centenária do Homem Oscar
de suas mãos mágicas;
poesia em riscos modulares,
traços firmes, versos/linhas
que se cruzam, insinuam-se...
suaves, porém decididas
semeadas por esses brasis
e terras outras de todo o mundo.
pôs seus sonhos no papel,
propondo exequibilidades
intrínsecas e extrínsecas,
surgem do seu intelecto
estruturas inimagináveis
mais um fruto côncavo,
um dos seus mais criativos voos.
pousa grande nave mãe.
museu/monumento estacionado
frente a Baia de Guanabara
vigiando esta cidade
solo, ar e mar...
aqui, a marca dum mestre;
da arte,
da beleza,
da poesia
em forma
de arquitetura.
construiu a memória.
repousa sobre o mirante,
com o carinho de Niterói.

Biografia
Poeta, escritor, compositor, intérprete. Em 2011, premiado no 1º Festival de Músicas Ecológicas de Niterói, com o samba ‘Eco’ como a 'Melhor Letra de Música do Festival'. Seus poemas estão presente em várias antologias poéticas no Brasil e em Portugal. Mentor e coordenador do 1º Encontro Luso-Poemas versão Brasil, na cidade de Niterói – RJ no MAC – Museu de Arte Contemporânea.



“ESCULTURA” NA ARQUITETURA
Roberto Armorizzi – Rio de Janeiro – RJ.

Por muito tempo, tentei,
poetar diante de um Rei,

confesso, não consegui,
mas, mesmo assim, insisti.

Tomado de adoração,
pedi ao meu coração,

que assim me desse talento,
a falar aos quatro ventos,

em nome de uma “escultura”,
que surge na arquitetura,

de um ser que é mais brilhante,
que pedras de diamante,

gigante, demais fecundo,
só um existe no mundo,

pois veio para ficar,
Niemeyer é ele, o Oscar!

Biografia
Roberto Esteves da Fonseca – Rio de Janeiro
Livros publicados: “O Sentido Numinoso do OVNI, Editora Senai, RJ, 2005; “Maenatu”, Editora Senai, 2006; “Poesiformas”, Editora Corpos, Porto, 2010; “Meu Anjo Lilás”, Clube de Autores, RJ, 2012. Participação em antologias de poesias.



JUNTOS VENCEREMOS
Maria Fernanda Moreira Gomes Rocha – Lisboa – PT.
Pseudônimo: mariagomes

Óscar Nie, saudade
Querias um mundo melhor
E reclamavas com seriedade
Um universo mais lindo
Aquele que não faltasse amor
Valor, inteligência e verdade
Seu coração chorava sorrindo
Impunha-se à vida com rigor

Amava muito a lealdade
Aquela que ansiava rindo
Vivia a construir o louvor
No peito continha ansiedade
Não sonhava dormindo
Subia ao mais alto patamar
Erudito na franqueza
Queria o mundo feito para amar

Para criar no meio da natureza
Sem impossíveis e sem demagogia
Até hoje nada perdeu a beleza
Mas, o universo ainda não é poesia
Triste, Óscar proclamava
Ao ver uns com tudo, outros sem nada
Inimiga do imaginário era a razão
E mesmo que ela fosse querida

Falsa era também a fachada…
Na torneada moldura do não
Como dizia o sábio arquiteto
A injustiça, o poder, a educação
Que adianta ter um bom teto
Se a estrutura for frágil e podre
Ai se eu fosse nova agora

E não fosse assim tão pobre
Gritava nas ruas com o povo
Por tudo que me resta de outrora
Como Óscar queria, eu quero
Quero ver um mundo novo
Há tanto tempo eu espero
Os idiotas, tem armas, tem
A dispara “rar” matar o mundo

A decadência austera continua
Sem piedade e dó de ninguém
O mal ficou tão profundo
A vaidade despiu a realidade
Já treme de medo, anda nua
E sem um pingo de igualdade
Cruel para o pensador de ideais
Que erguia mastros sob o céu

Sobre a terra, hastes gigantes
Obras, rabiscos, são diamantes
Daquilo que um dia foi seu
Que após o ser, já não é mais
A cegueira do poder na linha curva
Em linha reta veio universal
O ponto que em si se turva
Na livre maravilha natural

Dentro do seu mundo, Brasil
Fora do seu mundo, Portugal.

Biografia
Maria Gomes, nascida em 18 de Junho de 1955, natural de Lever, Cidade de Vila Nova de Gaia, Distrito do Porto, Portugal, reside actualmente em Vila Franca de Xira, Distrito de Lisboa, Portugal, é autora de várias publicações poéticas, de sonetos e poemas.



MONUMENTOS POÉTICOS DE NIEMEYER
Sandra Fonseca – Belo Horizonte – MG.


A branca concha
Rompe a urbana
Paisagem
A asa se abre
E se lança
Sobre a Baía
Da Guanabara.

A monumentalidade
Dos templos brasilianos
A nobreza contida
Nos antigos simulacros
Guardando sonhos.

Conchas, asas
Colunatas
E a luz monumental
Dança
Balança
Entre as formas
Arredondadas.

Há poesia
No arcabouço
Do plano
Desafia além
Do espaço
O tempo.

Eterniza o olho
E o momento
Mágica
Arquitetura
Os monumentos
Poéticos
De Niemeyer.


Biografia:
Sandra Maria Batista Fonseca, Natural de Montes Claros – MG, Bacharel em psicologia pela Universidade Fumec, aluna de letras da Universidade Federal de Minas Gerais, poeta e escritora, mora em Belo Horizonte.



NAVE TERRA
Diana Balis- Rio de Janeiro – RJ.

O suntuoso gesto iluminado
Transcende as suaves linhas.
Valoriza a Cidade como Corpo de Mulher.

Carícias de uma bossa nova,
Cheio de charme,
Equilibra a Nave Terra.

Vive o sinuoso traçado,
E renova o contexto social.
Repousa em Niterói.

Biografia
Gisele S Lemos, Psicóloga, Diretora do Grupo Conto & Cena, Escritora de Histórias Infantis, Poeta, Membro da APPERJ e Poetas del Mundo. Membro Correspondente da ALAB e Membro do Conselho Geral da Revista Nova Águia de Portugal, Colunista da Revista Barra Legal.



NIEMEYER, E SUA PLÁSTICA DO CONCRETO
Hernandes Leão – Uberaba – MG.

"Pioneiro da plástica do concreto"
Encantado pelo movimento das curvas...
Em sentido livre e sensual
Como o corpo de uma mulher...
Atinha-se, ao curso sinuoso do universo certo
Sua visão da arte, era como, um pomar de uvas
Cujo movimento do desenho, tinha que ser sensacional
Da "Escola Nacional de Belas Artes", fez seu mister!

De "Laranjeiras" para o mundo...
Oscar Niemeyer, arquiteto do futuro
Centenário do labor e da conquista
Do moderno concreto armado, era doutor!
Por um certo francês... foi influenciado
Não temeu o exílio, ora, seguiu esse caminho, bem seguro!
Quebrou paradigmas por ser um idealista...
Tanto que trilhou a ideologia socialista, como seguidor!

Da amizade e simpatia, com um certo JK, fez história!
São seus filhos: a Pampulha, com a igrejinha de Assis... do horizonte!
O Copan, Planalto, Alvorada, Catedral da capital, e o Congresso...
Memorial, Museu Contemporâneo, mais museus, prédios, palácios e monumentos
Projetou Brasília com muito amor! E uma internacional Glória!
Impregnou o mundo, com uma perspectiva nova e viva como uma fonte!
Mas, deixou sua marca indelével, por onde passou... com muito sucesso!
Construções imponentes, exóticas e arrojadas, eram seus elementos

Com um estilo inconfundível, de construir...
Moldou a trajetória arquitetônica do globo
Suas obras grandiosas de se contemplar, perpassam as expectativas do Ser
Como um presente digno de louvor, personificam os sonhos da humanidade!
Dos traços voluptuosos... como do apoteótico Sambódromo carioca, fez erigir...
Suas edificações marcantes, inundam nossas mentes e denotam seu caráter probo
Visionário, sonhou e concretizou seus sonhos, em forma de poesias de se ver...
Sua dança de formas arquitetônicas exuberantes, embala-nos, à uma formosura de felicidade!

Biografia
Meu nome é Hernandes Alberto da Silva, mas sou mais conhecido no meio literário por: Hernandes Leão, sou formado em Jornalismo pela Universidade de Uberaba (MG), minha cidade natal (Email: hernandesleao@yahoo.com.br), sou funcionário público, escritor e poeta.



NITERÓI... UM CASO DE AMOR! (poema-acróstico)
Paulo César Coelho – Niterói – RJ.

Nas águas calmas de São Francisco
Imaginando rios de poesia descansa a alma
Todo dia meio ao verde-azul do mar
Em Boa Viagem, a flor plantada sobre rocha
Rega com perfume a saudade de alguém...
O MAC enfeita a orla do caminho
In(vento) Niemeyer...

Um toque delicado do artista
Mostrando quão linda é a cidade!

Camboinhas com suas areias brancas
Acolhem em verões, lindas sereias!
Suas curvas deslizam insinuantes
Oceanos de rara beleza.

Do Parque da Cidade voam coloridas
Eloquentes asas deltas, parapentes...

A silhueta arquitetônica das Fortalezas
Mirantes de um tempo que ficou
O conjunto que abraça, contempla o Forte
Rio Branco, completa a glória de nossa história.


TEXTO – FRASE
MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA
Paulo César coelho – Niterói – RJ.

“Dos rabiscos do mestre, nasce a flor que embeleza!”

Biografia
Médico Veterinário - Universidade Federal Fluminense em 1977.
Escritor-Poeta: Membro da APPERJ – AVBL - Poetas Del Mundo –
Clube da Língua Portuguesa – BH.



UNS PASSOS EM BELEZA
Rosália Dias- Portugal

Homem vivido, com experiência, viajado.
Homem que espera da vida algo mais…
Espera, olha, analisa concentrado,
Onde pode fazer obras magistrais…

Catedrais, palácios, tribunais,
Igrejinhas, museus. Que beleza!
Crescendo com as suas obras reais,
Os sentimentos com certeza…
Seu nome tão afamado,
Que orgulho para o coração!
Seu trabalho elogiado,
O poder na palma da mão!

Oscar Niemeyer, arquitecto brasileiro,
Pestana Casino Park, Funchal em Portugal.
Beleza, projeto único e primeiro
Grande obra, sem outro aqui igual.

A este homem só temos que agradecer,
Por embelezar este nosso mundo.
Olhares encantados de enternecer,
Paixões vibrantes bem cá no fundo!



Agradecemos a todos os poetas participantes desse Livro CD.
Antologia de poemas
1° Encontro Luso-Poema Brasileiro.
Brasil / 2012.





Fala de Encerramento:
O 1º Encontro Luso-Poemas versão Brasil chega ao fim. É hora de agradecermos aos que permitiram que promovêssemos esta confraternização, esta festa da poesia, o encontro desta plêiade de escritores, poetas, compositores, pensadores amadores virtuais, quais, usuários assíduos do Luso-Poemas, que é um dos grandes sites de poesia, de Portugal, portanto grande divulgador desde 2006 de poemas, frases e mensagens através dos seus colaboradores com obras escritas na Língua Portuguesa, e noutra seção, também da Língua Francesa, Latina e Inglesa. Da nossa parte, a transparência do fim uno e proficiente de, através dest’artes, incentivar e engrandecer principalmente a poesia contemporânea no mundo lusófono e além dele. Por isso esse evento se fez necessário aqui e agora no Brasil, pois, servirá de marco para que daqui em diante, siga itinerante, para todo o Brasil, e quiçá noutras oportunidades retorne a Niterói, para o prazer nosso doutras realizações.
Que a partir disso, fique peremptoriamente inequívoca essa prestimosa contribuição da cultura brasileira para a Língua Portuguesa, também, através das nossas intervenções, amadores da escrita. O chamamento para essa confraternização teve papel importante, coroar o trabalho de divulgação da escrita e da leitura dos indivíduos habituais no ambiente literal. Além de, incentivar que se perpassem sempre que possível a barreira do virtual ao mundo real, para que, se interaja ao vivo e a cores na promoção do encontro cada vez mais achegado entre brasileiros, portugueses, angolanos, caboverdianos e demais povos da nossa Língua, seja para o debate dos assuntos inerentes a melhoria do ambiente da escrita, seja de se tomar conhecimento dos trabalhos editados de autores amadores, de apresentações, declamações, e exposições de livros publicados, possibilitando o intercâmbio.
Creio que cumprimos bem a missão, graças às ações destas pessoas maravilhosas. As ‘meninas’ da organização: Alice Luconi, Clarisse Ferreira, Gisele Lemos, Gladys Ferreira, HelenDeRose, Iolanda Brazão e Leila Dohoczk. Agradecemos também aos nossos parceiros institucionais, pela contribuição na divulgação, brindes e banners. Tudo isso representou incentivo enorme, e ponto primordial para o brilho diferenciado da nossa festa.

. A cidade de Niterói agradece a presença de vocês.
Muito obrigado a todos vocês, amigos, e que a gente se veja outras vezes.
José Silveira


Outros registros:
http://www.tvatlantica.com/programas/luna/pagina/luna0008.php
by Dom Edson Carvalho de Luna Freire

http://www.youtube.com/watch?v=EmRMYkT3uYU&feature=related
by Sandra Fonseca

http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=226744
by Karla Bardanza

http://asedadaspalavras.blogspot.com. ... o-luso-poemas-versao.html
by Arlindo Mota

http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=226742
by Alice Luconi

http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=226783
by sandrafonseca

http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=226746
by Pcoelho

http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=226790
by zésilveira

http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=226882
by Fátima Abreu

Open in new window

by Carolina Louback

Open in new window

by corojovemdauff

Open in new window

MAC by Carolina Louback

Open in new window

Fátima Abreu, Sol Figueiredo e Karla Bardanza, by Karla Bardanza

Open in new window


Open in new window

PCoelho, Sandra Fonseca e Zésilveiradobrasil, by Karla Bardanza

Criado em: 5/8/2012 2:10
_________________
Open in new window
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: RETROSPECTIVA DO 1º ENCONTRO LUSO-POEMAS-BRASIL
Colaborador
Membro desde:
24/12/2006 19:19
De Montemor-o-Novo
Mensagens: 2752
Que triste sina não poder ter tido a oportunidade de compartilhar esses momentos. Parabéns

Criado em: 9/8/2012 18:08
_________________
A Poesia é o Bálsamo Harmonioso da Alma
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: RETROSPECTIVA DO 1º ENCONTRO LUSO-POEMAS-BRASIL
Colaborador
Membro desde:
22/9/2008 15:07
De Ansião
Mensagens: 5064
Grandes momentos por aqui observei. Deve ter sido um encontro enorme, com amizade, palavras, música... e poesia.

Abraço.

Criado em: 9/8/2012 23:23
_________________
António MR Martins
Tem 12 livros editados. O último título "Juízos na noite", colecção Entre Versos, coordenada por Maria Antonieta Oliveira, In-Finita, 2019.
Membro do GPA-Grupo Poético de Aveiro
Sócio n.º 1227 da APE - Associação Portugues...
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: RETROSPECTIVA DO 1º ENCONTRO LUSO-POEMAS-BRASIL
Colaborador
Membro desde:
8/12/2008 15:15
De Vila Viçosa
Mensagens: 3906
Ai que tristeza aqui tão longe, parabéns amigos pela poesia de cada um de vós foi ela que me permitiu desfrutar de tão belas imagens.

Criado em: 10/8/2012 13:09
_________________
Era tão fácil a poesia evoluir, era deixa-la solta pelas valetas onde os cantoneiros a pudessem podar, sachar, dilacerar, sem que o poeta ficasse susceptibilizado.

Duas caras da mesma moeda:

Poetamaldito e seu apêndice ´´Zulmira´´
Julia_Soares u...
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: RETROSPECTIVA DO 1º ENCONTRO LUSO-POEMAS-BRASIL
sem nome
e creia querido amigo Fernando, quão grande a falta que sentimos de vós e de outros. sei do vosso interesse e aplauso as causas literais e musicais. grato
aquele abraço caRIOca.
zésilveiradobrasil

Criado em: 10/8/2012 14:47
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: RETROSPECTIVA DO 1º ENCONTRO LUSO-POEMAS-BRASIL
sem nome
Olá amigo e poeta António, fizemos tudo que possível para dar ao evento o mesmo valor que damos a escrita, todas as artes desenvolvidas com a nossa Língua. foi uma festa sob os auspícios da poesia. grato pelo olhar.
aquela abraço caRIOca.

Criado em: 10/8/2012 14:57
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: RETROSPECTIVA DO 1º ENCONTRO LUSO-POEMAS-BRASIL
sem nome
tudo que se puder fazer de proficiente a dignificar, a nossa Língua, a nossa escrita nessa contemporaneidade em todos os seus níveis e interesses, é indiferente como se faça, importante é que se faça, sempre. novas referências hão de surgir. ao amigo e poeta Carlos, cumprimento-o,
um abraço caRIOca.
zésilveiradobrasil

Criado em: 10/8/2012 15:08
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: RETROSPECTIVA DO 1º ENCONTRO LUSO-POEMAS-BRASIL
sem nome
eu penso assim Antónia, que; oportunidades outras teremos de confraternizarmos-nos. afinal é por causa da poesia, e daqueles que a escrevem que faz importante transpor o virtual e conhecermos-nos pessoalmente; é prazer sem medidas, conquista imensurável. e por estarmos distantes de vós, motivo mais que importante, se registrar com o máximo de fidelidade aquilo que nos deu prazer imenso de promover e divulgar aqui, exaltando todas artes sob a égide Luso-Poemas, e a Língua Portuguesa. grato pelo olhar.
bj e meu abraço caRIOca.
zésilveiradobrasil

Criado em: 10/8/2012 15:30
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados