https://www.poetris.com/





PATRICK SWAYZE E EU
sem nome
Já estava tristinha. Fazia tempos que não me encontrava com nenhuma celebridade de Hollywood... Pensava até em ir pra Bollywood. Apelação? Claro que não. Para quem não sabe, Bollywood é uma indústria cinematográfica respeitadíssima. Antiga Bobaim com Hollywood, baby. Se você gosta de cinema, você tem que ver Bollywood - É a indústria de cinema indiano que mais produz filmes em todo o mundo (mais de mil filmes por ano) e a segunda em arrecadação, perdendo somente para Hollywood. Mais de 1 bilhão de pessoas vêem filmes de Bollywood em todos os continentes. “E agora Bollywood Filmes traz a magia e qualidade do cinema indiano para o Brasil.“ Lí no anúncio chamativo, mas a saudade daquele desastroso El Zorro, o cheirador de livros, Richard, e o pirata desaforado não tem substituição. Aff!
O namorado me deixou após descobrir meus encontros inusitados com esses homens maravilhosos. Tudo tão inocente, mas acabei só. Mas, aí a solidão me fez reagir. Vou voltar a dançar flamenco, pensei. Tirei o vestido (mofado) do alto do armário, mas não achei os tacões, nem as castanholas. Ensaiei uns passos em frente ao espelho, e... que desânimo. A música apesar da batida forte, carrega uma melancolia andaluz... sei lá. Desisti. Tem uma academia de dança, ao lado do meu trabalho. Fui lá sem nenhum compromisso. Encantada com a possibilidade de dançar vários ritmos (quem sabe não vou para o “dança dos famosos”), mambo, salsa, merengue, bolero, fiquei apaixonada, e fiz minha matrícula. Escola vazia, antes de sair a recepcionista disse que eu podia ver a sala de aulas. Entrei na sala espelhada e quase de imediato a música tocou: “ Time of my life”, o professor entrou. Pensei que ia ter um troço, era o Patrick Swayze. Juro, gente. Disse que adorava o Brasil e havia se estabelecido aqui como professor de dança. Centro da sala, eu e o professor dos sonhos, dançando, um pas de deux alucinado, enquanto eu me lembrava daquele filme inesquecível ”Ghost – do outro lado da vida”, com Demi Moore. Lembrei também que ele andou meio doente... A música acabou. Apesar da dor na lombar, e da falta de ar, eu estava em estado de graça. Meio morta, vamos combinar, mas... morta e feliz! E foi nesse estado de graça que ouvi ele dizer: “Sandra, eu estou morto. Morrí em 2009, e preciso que você diga às pessoas que ... vivam, dancem, pois a morte não existe, não do modo como a compreendemos. Imaginem, aí morri mesmo.. Caí dura no centro da sala. Acordei com a recepcionista da academia me abanando desesperada.
Dei o recado: acredita se eu disser que acabei de dançar com o Patrick Swayze, e ele disse que temos que viver, dançar pois a morte não existe?. Ela balançou a cabeça, descrente, algo debochada. Perguntou se eu tomava algum remédio controlado, e falou que outras mulheres já haviam relatado essa espécie de alucinação. Aí as luzes piscaram, acenderam, apagaram e acenderam de novo. Outra música invadiu a sala:

“Whoa! My love, my darling,
I hunger for your touch,
Alone. Lonely time...”

Saímos pela porta, alucinadas. Nunca mais voltei lá. Mas de vez em quando assisto o meu professor célebre, e ghost. Quem há de me dar crédito?
Ah, a propósito, aprendi a coreografia do “Dirty Dancing”. E meu cabelo tá igualzinho à atriz que fez par com ele. Buuuuuu!

Criado em: 25/11/2012 19:01
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: PATRICK SWAYZE E EU
Super Participativo
Membro desde:
19/4/2011 3:52
Mensagens: 119
Adorei querida,um homem lindo por dentro e por fora,beijos de luz!

Criado em: 25/11/2012 21:18
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: PATRICK SWAYZE E EU
Subscritor
Membro desde:
1/5/2012 18:42
Mensagens: 4524
Vou disser que não acredito na morte e sim na vida e te mandar meu abraço de luz e paz.

Criado em: 25/11/2012 22:11
_________________
Meu objetivo na vida
É trazer luz lá do fundo
Assim na partida
Já conhecerei além-mundo


Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: PATRICK SWAYZE E EU
Colaborador
Membro desde:
20/5/2008 18:39
De Porto
Mensagens: 3397
Fatias deliciosas de um doce chamado sonho, recheadinhas de imaginação e decoradas com gosto, estas suas crónicas, Sandrinha.

Beijo.

Criado em: 26/11/2012 0:40
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: PATRICK SWAYZE E EU p/ Miladyaradia
sem nome
Obrigada pela leitura. Tem razão, era um homem bonito, e que morreu muito jovem ainda, aos 57 anos, de um câncer, no pâncreas.

Criado em: 26/11/2012 23:18
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: PATRICK SWAYZE E EU p/ SendoLuz
sem nome
Também acredito na vida. Obrigada por ler.

Criado em: 26/11/2012 23:20
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: PATRICK SWAYZE E EU p/ Sterea
sem nome
Minha querida Teresa,

O segredo, que não é segredo, acho que é exercitar a
capacitar de rir de si mesmo, mas sem perder o charme, um quê de infância, onde o inusitado é possível, o nonsense.
Sou grata por sua generosa presença, o carinho que me deixa TODA PROSA!
Bjs.

Criado em: 26/11/2012 23:27
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados