https://www.poetris.com/



(1) 2 »


A CACHORRA DA MINHA MÃE
sem nome
Chama-se Zuca. O nome é da cabocla da novela de mesmo nome. Preta retinta, tinindo de preta, a Zuca. Chegou meio de improviso. Minha mãe morando sozinha, nossa amiga Patrícia ligou para minha irmã, oferecendo-a como um presente carinhoso. Era a última filhote da ninhada de labrador. Querida na casa, ia ficar, mas a Patrícia, atenciosa, imaginou que minha mãe ia logo gostar dela, e ter uma alegre companhia. Dito e feito. Zuca já é da família a oito anos.
Já foi uma novela levá-la de Belo Horizonte à Montes Claros. Vomitou o carro todo, meu cunhado que o diga, e por fim, chegou no colo da Tê, ambas desesperadas.
Zuca é mais ou menos, e literalmente, um cão chupando manga. Adorava roer uma perna de cadeira, e ainda hoje, comer a ração e beber água, não é uma cena muito bacana de se ver.
Não se pode dizer que não é generosa, adora entregar pra gente, sem recusa, seu osso gigante, o frango de plástico, e qualquer porcaria que ela ache que pode ser assim, um presente...
Eu passava uns dias num final de ano na casa da minha mãe. Calor de torrar os neurônios. Minha mãe disse, e não acreditei, que a Zuca descobria uns calangos no quintal, (pequenos lagartos, ou grandes lagartixas, ainda não sei), e “brincava” com eles. Jogava pra cá, jogava pra lá, os pobres sem saberem que era não era só amizade, brincavam até a morte, quando ela então dava por encerrada a brincadeira. Só valia o bicho vivo, portanto. Custei a acreditar nisso, como não acreditava que ela abria o viveiro onde ficava o louro, o papagaio que a minha mãe herdou de uma tia muito querida. E lá iam os dois ,em fila, o papagaio à frente e a Zuca atrás, toda contente.O papagaio era uma estória a parte, pois cantava canções de sua própria autoria, como uma que intitulei de “O pato”. Era mais ou menos assim: “ O pato é o papato, o pato é o papaaaaatooooo” e assim ia, até ficar rouco de tanto cantar. Zuca ouvia meio enfeitiçada. Mas voltando à minha irmã canina, minha mãe gritou lá do quintal. A Zuca acabara de achar outro coitado e amigo calango.
A cena era de rir e de dar dó, ela esparramada, o corpanzil negro e brilhante no chão de ardósia. Entre as patas um calango de uns 20 cm. O bichinho ficava quieto, de repente corria. E a pata certeira, certamente a memória ancestral de caçador, cercava a presa. Então brincava, jogando-a pra lá e pra cá. E a gente tentava fazê-la parar. Quer dizer, minha mãe. Eu corri pra longe da cena tragicômica. Só pedia notícias, de longe: “Soltou o bicho, mãe?” “grita com ela, mãe!” Nada.
Minha mãe voltou para a sala, onde eu já estava, morrendo de “gastura”. Zuca irrompe, num golpe de vento logo atrás dela, como uma louca. Na boca trazia uma prenda para mim: o calango morto! Jogou-o no meu colo, toda feliz, como quem diz :“ Olha o que eu trouxe pra você”. Fiquei “levemente” histérica.
Tranquei-me no banheiro, com uma crise de TOC: sabonete, água, álcool. Não necessariamente nesta mesma ordem. Minha mãe garantiu que estava tudo calmo. Abri a porta devagar, tentando visualizar a “monstra” negra. Estava deitada junto à porta da cozinha.
Corri para o quarto . Só ouvi o barulho do seu corpanzil batendo contra a porta e a risada da minha mãe.


Para Mãe, Tetê, Patrícia, com amor,

Sandra.


Open in new window




Criado em: 17/12/2012 22:12
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: A CACHORRA DA MINHA MÃE
Colaborador
Membro desde:
11/1/2012 20:15
De Brasília
Mensagens: 709
.

Delícia.
Zuca tem um quê felino.
Adorei ler.
Adoro calangos.
E o papagaio compositor, ó céus, ó patos.

Salve!

.

Criado em: 17/12/2012 23:22
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: A CACHORRA DA MINHA MÃE
sem nome
Olá, Sandra, que lindona a Zuca! Olhando a foto nem dá pra imaginar o quão "atentada" ela é. Achei engraçado a história do calango. Quando eu morava num rancho tínhamos uma cadela que gostava de "brincar" com os passarinhos que caíam dos ninhos, era muito triste.
Adorei ler o texto, a senhora tem o dom de prender o leitor com a sua forma de escrever!
Um grande abraço.

Criado em: 18/12/2012 1:11
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: A CACHORRA DA MINHA MÃE
Colaborador
Membro desde:
30/10/2009 17:35
De Profundo Portugal
Mensagens: 502
É mesmo assim, os nossos bichinhos (mesmo que "nossos" por vias mais de ossos que de sangue, eheh) são um manancial de assunto para boas crónicas... Eu que o diga, com um cãozinho-mais-que-zinho de trazer por casa...

Ah, mas de um Pepe que tive, Labrador-alfa, nem conto... uma cena de ciúmes furiosos que ele me fez, por conta de um casaco velho por quem ele se "apaixonou"!!! eheheheheheheh

(ou talvez conte, um dia...)

Beijinho, Sandrinha.

Criado em: 18/12/2012 11:01
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: A CACHORRA DA MINHA MÃE
sem nome
Adorei!! É assim mesmo...

Tenho um casal , Lola e Bob (mestiçados). Ela tem só a pata direita branca,uma negritude brilhante, linda. Os calangos lá da propriedade se protegem em tocas profundas,rs. Mas, uma noite , ela foi se meter com um ouriço... o focinho ficou uma flor amarela de espinhos, deu trabalho para aliviá-la... os calangos gargalhavam,rs.

Uma leitura maravilhosa! Obrigada!

Criado em: 18/12/2012 11:26
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: A CACHORRA DA MINHA MÃE
sem nome
calango é lagarto, eita bicho amendrontado. repara só, que, qualquer pergunta que se faça a ele confirma acenando com a cabeça... resposta ao som (é uma bricadeira que faço com meus netos. minto que o bicho entende e responde; e eles acreditam.rs) aparecem muitos no meu jardim, são da região. na roça, que vou quando em vez, costumamos dizer lá do cara que é 'cagão', é medroso que nem calango... quando é pego aterrorizado não reaje. finje de morto (.rs certamente a zuca sabe disso. tacou-lhe a pata e depois os dentes...) mas vamos a prosa, que fica mais divertida com os 'faniquitos' de mulher... vê; crise de TOC: sabonete, água, álcool por causa dum calaguinho... ah! pó pará!
minha irmã mais velha por causa de nojo de barata, uma daquelas voadoras, cascudas e bem criadas em esgoto, voou para dentro do vestido dela. acho que a baratona queria arranjar briga com a outra, a dela. desesperada correu para área de serviço e passou cloro líquido. preciso dizer mais alguma coisa...

pra ti, 'sua histérica'; juízo e calma...

pra cachorra da sua mãe, outro calango...

pra sua mãe, Tetê e Patrícia; recomendações, e,

Boas Festas.

Criado em: 18/12/2012 13:44
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: A CACHORRA DA MINHA MÃE
Colaborador
Membro desde:
16/10/2012 17:18
Mensagens: 1576
minha filha tem um gato (de verdade) e um cachorro virtual no game... :)

o lagarto balança a cabeça pra imitar ramos ao vento e tentar passar despercebido... rs

Criado em: 18/12/2012 14:38
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: A CACHORRA DA MINHA MÃE p/ ThiagodeBarros
sem nome
Thiago,
Zuca tem mesmo algo felino. Também gosto dos calangos, mas de longe. Gosto daquele jeito deles de sempre dizer sim, balançando o tempo todo a cabeça.
E o louro adorava os patos mesmo. Obrigada.
Bj

Criado em: 18/12/2012 20:53
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: A CACHORRA DA MINHA MÃE p/ Cavalcante
sem nome
Oi Cavalcante,
A zuca hoje com 8 anos, já é uma jovem senhora, está mais comedida . rsrsrs Mas de vez em quando ainda apronta. Que bom que você tem gostado das minhas crônicas. É um exercício que tenho adorado fazer. Aliás, eu também sou uma jovem senhora, mas nem precisa me chamar de senhora. rsrsrs
Sou muito grata pela atenção, viu?
Bj.

Criado em: 18/12/2012 20:58
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: A CACHORRA DA MINHA MÃE
Colaborador
Membro desde:
5/5/2009 22:35
De Brasil
Mensagens: 2972
Sandra amei ler.
Já tive um labrador ele amava trazer algo na boca pra nos presentear, e quando não achava nada rápido, pegava o tapete da entrada da casa e nos dava. Infelizmente ele já morreu, era pretinho também, seu nome era Toy.
Obrigada por me deixar saudosa hoje.
Seu texto foi maravilhoso de ler.
Meu abraço.
Branca

Criado em: 21/12/2012 12:58
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados