https://www.poetris.com/





MORTE POR SINCERICÍDIO
sem nome
Criança não mente. Mesmo que seja por medo do seu nariz crescer. Quando eu era criança costumava colocar minha mãe em verdadeiras “saias-justas”, desmentindo-a ou entregando –a à frente de todos. Que eu me lembre, numa ocasião em que ela recebia a assinatura de uma revista de moda, e esperava com ansiedade a chegada do correio, vi minha mãe guardando-a novinha e cheirosa (sim, eu também cheirava revistas) no alto do armário. A filha de uma vizinha, apaixonada por roupas, não lhe dava sossego. E lá vinha ela, pela décima vez perguntar se a revista havia chegado. Minha mãe, toda séria (a pessoa quando mente fica séria), disse: “ Não minha filha, até hoje não recebi.” Eu, atenta, e desde então uma “ pagadora de micos”, entreguei: “Mas mãe, você recebeu sim a revista, e a colocou lá no alto do armário”, e virando-me para a moça: “Ela recebeu sim, e está guardada.” Minha mãe, imediatamente me desmentiu, pegando-me pelo braço: “Não Sandra, não é a revista que estamos esperando”. Não adiantou. Até me ofereci para buscá-la. Então, senti as unhas fantásticas da minha mãe, passarem de um aperto para uma implacável unhada, ou melhor, o que a gente, meninada, chamava de um “beliscão debaixo da asa.” Ai então, eu entendia. Calava e ia remoer minha falta de entendimento das convenções adultas.
Cresci e até incorporei pequenas mentirinhas sociais. Sabe aquelas coisas? Como tem passado? Oh, como você está magra! Adorei o presente! Folgo em sabê-lo! Saudações, minha cara! E outras tantas frases tão lugar-comum, que não é possível que ambos os interlocutores não pensem (quase alto), ai, que mentira!
Ainda bem. Sinal de que o superego está presente. O superego é essa instância do aparelho psíquico, descrita por Freud, e que tem a função de conter nossos mais primitivos impulsos. Então aprendemos a viver em sociedade. Incorporamos conceitos morais, e portanto, mentiras, mentirinhas, e mentironas.
O fato é que eu além de tudo o mais, tenho o riso frouxo, então imaginem a situação da pessoa , uma “ pagadora de micos” que basta o assunto vir à tona, e todos da família querem contar sua versão desses momentos surreais, que penso que só acontecem comigo.
A maturidade já me ajudou muito à equilibrar essas forças (será?). O fato é que sou uma candidata, muitas vezes à morte por sincericídio. Espero só nunca perder um amigo por isso. Mas, não perco um amigo por uma piada. Jamais.
E muitas vezes, sinto falta das unhas da minha mãe. Porque é a vida que, hoje, volta e meia, me dá um beliscão debaixo da asa.

Sandra Fonseca




Nota: Merece um glossário:

Glossário fonsequiano:

Morte por sincericídio : morte (simbólica, tá?) por excesso de sinceridade.

Saias-justas: situações difíceis, situações no limite.

Pagadora de micos: pessoa que se envolve em situações ridículas, engraçadas.

Beliscão debaixo da asa: unhada debaixo do braço. Ó como dói! Autora: Dona Tereza.



Criado em: 26/2/2013 23:45
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: MORTE POR SINCERICÍDIO
Colaborador
Membro desde:
20/5/2008 18:39
De Porto
Mensagens: 3397
Vou sinceriucidar-me e dizer: amei a sua crónica, Sandra! Ah!!! - mas, antes do último sorrispiro, quero agradecer-lhe (como se eu não tivesse entendido, ahah) o glossário.



T de Teresa

Criado em: 27/2/2013 2:04
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: MORTE POR SINCERICÍDIO
Membro de honra
Membro desde:
14/5/2008 21:44
De Leiria
Mensagens: 9702

Bom dia Sandra,
hoje já não tens direito ao Dona (rsrs)
Eis uma crónica de se lhe tirar o chapéu!
Sabes que... era mesmo pena outrora não ser(TÃO PARTICIPATIVA)
no site? Perdiam os teus leitores, claro! E eu COMO NÃO SOU FACCIOSA,continuarei a comentar-te sempre que for caso disso,
porque se o fazia antes (como fã) nada me impede que o faça agora... Gostei Sandra, muito!
A vida é para se levar a rir... ah fico tão feliz por (vos ver) divertidas! (aqui devia colocar o bonequinho igual ao comentário de cima...) mas não sei como se faz.
cumprimentos!
Vóny Ferreira

a):de se lhe tirar o chapéu, uma expressão popular que será o mesmo que dizer, gostei (lol)

Criado em: 27/2/2013 9:03
_________________
visite o meu blog aqui...http://vonyferreira.blogspot.pt/
Vóny Ferreira
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: MORTE POR SINCERICÍDIO
sem nome
Sandra,

este 'sincericídio' está um arraso.
Gostei muito desta crônica, sincera e muito bem desenhada com imgens explicitas e implicitas... O principal, o prazer da leitura,, ri muito e relaxei... Obrigada pela ginástica facial,rs.



Beijo, querida amiga.

Criado em: 27/2/2013 11:22
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: MORTE POR SINCERICÍDIO
Colaborador
Membro desde:
1/7/2009 0:22
Mensagens: 6741
Sicericídio é assunto sério.Em 2009 escrevi uma crônica sobre esse assunto.Até hoje perco contato com parentes, vizinhos, conhecidos, pessoas em geral por cometê-lo.Mato-me pela fala.Essa "zunhada", eu também levava de mamãe por falar mais que devia e "desdizia" algo que ela dizia.Amei o texto e quero mais!
bj

Criado em: 27/2/2013 17:18
_________________
Poema & Cia
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: MORTE POR SINCERICÍDIO
Participativo
Membro desde:
15/1/2013 6:28
Mensagens: 27
Modismos sociais

Criado em: 27/2/2013 18:29
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: MORTE POR SINCERICÍDIO
Colaborador
Membro desde:
31/3/2008 18:45
De Braga
Mensagens: 8228
Só o ser humano autêntico comete sincericídio, então é um prazer conhecer-te assim como quem assim age. Adorei a prosa.

Criado em: 27/2/2013 18:46
_________________
RoqueSilveira
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: MORTE POR SINCERICÍDIO
sem nome
Me lembrei de minha mãe em algumas ocasiões, me olhando com aquele olhar do tipo "deixe estar...mais tarde conversamos" que me deixava deveras apreensivo como teor da "conversa".

Gostei demais da cronica

Abraços - Pedro

Criado em: 6/3/2013 20:34
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: MORTE POR SINCERICÍDIO
sem nome
Olá, Sandra

Excelente crônica.muito bem humorada e diz muitas verdades.
Pena que tenhamos às vezes que vestir estas máscaras sociais,sob pena de perdermos todos os amigos.
Parabéns!
bj
Angela

Criado em: 10/3/2013 20:21
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: MORTE POR SINCERICÍDIO
Colaborador
Membro desde:
15/2/2013 15:24
De Nenhuma
Mensagens: 1837
Sandra, um texto tão gostoso de ler. Flui fácil as letras como se Vc não tivesse gastado esforço nenhum. Mas vc gastou, não foi? Fico na dúvida de tão boa leitura. Algumas pessoas tem um talento tão assim, que fica essa impressão forte de facilidade na construção do texto. Uma delícia! Parabéns!

Bjs.

PAZ!

MF.

Criado em: 11/3/2013 4:02
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados