« 1 (2) 3 4 »


Re: [1] "prá" honra do membro.(bem duro!)
sem nome


olá, Jaber. eu vejo aqui o fórum como um circo onde há muitos palhaços, malabaristas, contorcionistas, etc, e eu, tu e o resto que aqui deixa os seus truques, somos os protagonistas! eu venho aqui para divertir-me um pouco, e se por acaso existe algum assunto 'sério' para debater (para mim só a doença e a morte é que são assuntos sérios) eu faço-o com ligeireza, com educação, dentro das minhas capacidades de argumentação que, diga-se, não se comparam às tuas! tu escreves como um professor universitário, eu escrevo como um camponês curioso pelas letras, pela arte de bem falar. estás a ver a distância que nos separa?
as tuas sugestões para concursos como esse 'dos duros' têm mérito, por isso eu disse que lá tinhas as tuas razões! tu, como homem inteligente que és, deves saber que cada um 'cose com as linhas que tem'. eu venho aqui para aprender com quem sabe debater, com quem apresenta alternativas que favoreçam o site, com pessoas de boa índole que não menosprezem os menos instruídos. é isso, Jaber! eu venho aqui deitar alguma lenha na fogueira mas não pretendo ver o fórum em cinzas. deixo a lareira ao cuidado de quem sabe mais e melhor, por experiência, ou por esperteza.

tu achas que a poesia não está de boa saúde aqui no sítio? eu leio aqui óptimos poemas! ainda no outro dia postaste um poema que gostei bastante. não que eu tenha os atributos de um crítico, mas achei bem feito. mas, infelizmente, tu só postas poemas quando o rei faz anos! há que contribuir mais na secção de poemas para que as palavras proferidas no fórum não sejam em vão.

quando disse que podias tratar-me por 'tu' foi um gesto espontâneo, como dar a mão para um aperto. quanto a eu ser luso de oiro isso não me aquece nem me arrefece. a tua ironia foi de mau gosto. está óbvio que apenas um de nós se sente superior ao outro, e tu sabes de quem eu falo. isso à parte, um abraço para ti.




















Criado em: 14/6/2014 10:16
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: [1] "prá" honra do membro.(bem duro!)
Luso de Ouro
Membro desde:
4/2/2013 23:42
De Uberlândia - MG - Brasil
Mensagens: 2362
Oi, a todos.

Quanto a interação entre os usuários, nunca fui contra; mas com relação aos concursos, concordo que algumas regras deveriam ser respeitadas, como o anonimato dos participantes (imparcialidade), a participação apenas com um único texto (qualidade)...
Porém, entendo o lado do site e vejo com bons olhos a tentativa. Da forma que eles tinham que administrar o concurso como era, creio que ficava muito complicado e tomava muito tempo (receber e organizar os textos; entrar em cada página e comunicar por mp, um a um, cada participante, etc..). A tentativa, neste concurso, foi a de utilizar os próprios recursos já implementados no site (de uma foram simplificada: a busca pelos títulos com o símbolo específico; a classificação usando o sistema de votação...)

Tentando ver esse lado do site, pensei e algo assim:

Para utilizar o mesmo sistema de envio de texto, na fase de recebimento dos trabalhos, criaria uma categoria específica (Concurso X). O usuário poderia enviar seu texto como se estivesse postando normalmente. Neste caso, o texto poderia ficar na página do próprio usuário, criando uma forma de ocultá-lo para os demais, ou ser desviado para um outro local. Se desviado, o usuário não teria chance de corrigir algum erro, mas poderia enviar outro. Só estaria concorrendo o último enviado. Assim ficaria fácil do sistema buscar os textos (ao invés do símbolo no título, a categoria específica).
Terminado o prazo de envio, todos os textos iriam para uma página específica, mantendo o anonimato dos participantes e aberto a votação pelos botões "gosto" e "não gosto". Creio que uma página deste tipo já deve estar sendo implementada neste concurso para dar continuidade a votação dos dez selecionados. A diferença é que, ao invés dos dez, receberia todos. Sei que a quantidade de texto poderia tornar a votação um tanto injusta, pois só os primeiros seriam lidos. Para evitar isto, os textos deveriam ser, de tempo em tempo, reorganizados aleatoriamente, num prazo bem curto. Ficava assim por um tempo, uma semana, por exemplo, onde então ficariam apenas dez para uma votação final.
Ainda, para evitar sacanagem, o melhor seria bloquear o botão "não gosto": alguém, agindo de má fé poderia votar em "gosto" no próprio texto e "não gosto" em algum outro que esteja na frente, contando assim dois pontos a mais para ele (adiantando o dele e atrasando o outro). Deixando apenas o "gosto", impediria esse contagem dupla. Talvez, também, para não influenciar quem está votando, o melhor seria não mostrar o resultado durante a votação.

Fica ai a ideia...

Abração.



Criado em: 14/6/2014 14:41
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: [1] "prá" honra do membro.(bem duro!)
Colaborador
Membro desde:
28/7/2009 10:35
De
Mensagens: 9599
«José Régio» ? ou Gedeão?

Ai essa memória, ou será a minha?
Eu não sou das que comento sem ler, leio sempre e com muita atenção daí agora ter-me surgido a dúvida, mas francamente não conheço tudo do Gedeão não sei se terá também algum poema a terminar assim, se por acaso assim fôr as minhas desculpas por este meu reparo.

Como sou alérgica a concursos e a estrelinhas, e também a temas impostos ou por encomenda não entro e nem voto, mas cada um é como cada qual, no entanto tenho sempre curiosidade de ver o que ganha e sei reconhecer quem é merecedor ou não de ganhar e nem sempre são muito bons os poemas a concurso,é a minha opinião.

ficam cumprimentos
da rosa

Criado em: 14/6/2014 17:41
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: [1] "prá" honra do membro.(bem duro!)
Colaborador
Membro desde:
24/7/2008 17:57
De Braga
Mensagens: 2792
Tem toda a razão Rosa, o jaberdisse está neste momento a ser chicoteado pela falha imperdoável, o asno estava a pensar na Pedra Filosofal (saudades dela também!) e vai daí atira com o Gedeão. Foi o Régio sim senhora.

É para isso que serve esta interacção. Obrigado pela participação e a redacção manda-lhe um beijinho repenicado na bochecha.

Criado em: 14/6/2014 23:08
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: [1] "prá" honra do membro.(bem duro!)
Colaborador
Membro desde:
29/9/2011 0:22
De Olinda, Pernambuco
Mensagens: 1123
o anonimato é imprescindível para um concurso desses aqui no luso-poemas. ou mesmo em qualquer concurso poético. o luso está há muito tempo repleto de pessoas que teimam em colocar a poesia em última instância, um objeto de pouca importância na interação deste site. triste, claro. irritante, acima de tudo.

louvável, no entanto, qualquer movimentação feita por um ricardo antes ausente - por motivos próprios, mas ausente - em prol do luso. sei bem como é tentar atuar sozinho aqui, mas tenho em alta conta quem tanto me ajudou nesse período, porque há nomes importantes para a administração do luso, em tantas áreas, principalmente a área de concursos que, creio, é uma das mais importantes para movimentar o site.

jaber, que tal você propor uma idéia de concurso?

grande abraço


Criado em: 16/6/2014 1:06
_________________
alguns anos de solidão - blogue

"ah, meu deus do céu, vá ser sério assim no inferno!"
- Tom Zé
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: [1] "prá" honra do membro.(bem duro!)
Colaborador
Membro desde:
24/7/2008 17:57
De Braga
Mensagens: 2792
Bem, pela seriedade do tema, abandono o papel de “redactor chefe” da coluna, para dar mais seriedade à minha opinião relativa ao assunto em questão, que não… Não é a porcaria do concurso! É muito mais vasto, mais abrangente e remete-nos para a própria essência do mesmo. O Luis (Aquazulis) tocou, não sei se por querer, na verdadeira essência da questão com algo que dizia que “não via mal nenhum na lambidela e no compadrio”! No tocante a essa questão dizer que lambidela existirá sempre, temos as nossas amizades, pessoas de quem gostamos mais e menos e não somos todos capazes de ultrapassar isso para fazer uma crítica eficaz, mas podemos fazer como fez por exemplo a Rosa, chamar a atenção, nada lhe caiu a ela nem a mim, e sinceramente estava farto e cheio de saber o facto em questão, uma distracção bem vista e bem chamada à atenção.

O que eu não posso (mas nem por força de expulsão deste site que tanto gosto!) é concordar com o Luís no que respeita ao compadrio. Só a palavra em si é feia e nunca, mas mesmo nunca, a poesia como ele alude poderá respirar saúde acobertada por esse compadrio miserável. Nunca mas mesmo nunca eu votaria num poema medíocre só porque feito por alguém de quem eu gostasse. Nunca mas mesmo nunca eu iria dizer de um poema medíocre que era “lindo” só porque foi feito por alguém dos meus gostos e muito menos o faria para ele me devolver esse cumprimento. Isso além do execrável nome de compadrio tem outros mais feios ainda e “nojento” não está longe do que penso do assunto. Por isso meu caro Luís, tratando-te por “tu” como pretendes tu perdes muito do que fazes na área de poemas enquanto personalidade por aquilo que defendes aqui, ainda que lhe chames palhaçadas.

Depois dizer-te, sim a ti Luís, que a seriedade não tem só a ver com vida e morte, aquilo que fazemos enquanto somos vivos será uma soma da forma como seremos lembrados depois de mortos, e eu não gostaria de ser lembrado como alguém ligado a qualquer espécie de compadrio, incúria, preguiça, usura, incompetência, etc, etc etc! Agora se me disseres que isto (o lusopoemas) não é nada de importante em termos de vida vivida eu concordo contigo, isto não passa de uma forma de passar tempo, mas mesmo assim, vamos fazê-lo de uma forma séria!

Acrescentar-te que tens que ter algum cuidado na tua argumentação porque inadvertidamente cais em algumas armadilhas. O tratar-te por “você” não era destinado a ti,(eu estava sempre a ver quando tocavas nesse assunto) antes a tentar criar uma ponte entre os ditos “colaboradores” e os tais “luso de ouro” e “membros de honra” que ostentam esses títulos através desse compadrio que tu “não vês mal nenhum”! Foi feito propositadamente para isso, que se vires trato toda a gente aqui por “Tu”. Eu sei que a culpa não é tua, limitas-te a jogar o jogo, e jogas bem não há dúvida disso, mas aquilo que escreves é diametralmente oposto ao que depois defendes aqui e isso é uma pena. Retira-te muito mérito ainda que te desfaças numa falsa modéstia de camponês. És um dos bons escritores aqui, não me custa dizê-lo antes pelo contrário, mas como pessoa no perfil que ostentas perdes muito no aspecto artístico porque não buscas ser melhor, já te achas bom nessa miséria nojenta de compadrios em que entraste. E é só ler os teus comentários por aí para quem quiser comprovar isso, e acima de tudo, a quem dedicas esses comentários. Depois vens feito casanova defender a honra das ofendidas. Circo? Contorcionistas, malabaristas? Truques? Os termos são todos teus!
Gel e Caio, considero as vossas opiniões válidas, claro, mas não me debruço sobre isso. Lembro-me de concursos aqui com regras muito claras sem direito a esses compadrios (sublinho o miserabilismo do termo), ainda tem gente aqui pertencente a essa administração. Eu não sou administrador, nem nunca o serei e há neste momento um longo trabalho a calcorrear para a credibilização do sítio antes de se pensar em concursos. Esse caminho feito, e de certeza não faltarão ideias para levar a cabo esses concursos de uma forma isenta e credível, e aí sim, quem for o eleito que seja um “membro de honra”. Essa medalha encherá de orgulho os utilizadores como me encheu de orgulho o ultimo aqui feito nesses preceitos e quem ganhou foi o Carlos Teixeira Luís com o meu voto também.

Parece-me que até isso lhe tiraram… O titulo!

(Luís, sai da caixa, vê quem é o autor mais lido aqui do site, sem lambidelas e sem compadrios! Também sei jogar o jogo!)

Abraço (sincero) aos três e agradecido por mais um texto!

Criado em: 16/6/2014 23:30
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: [1] "prá" honra do membro.(bem duro!)
sem nome
francamente, jaber..
é comprovadamente, inútil tentar dialogar com alguem assim, da estirpe do aquazulis. a exemplo de suas condutas de argumentação ralas, suas contradições pendentes, ao seu próprio conforto de gerir para si, uma capa-feita de adornos dos quais ele mesmo, à sua alforria, renega toda a base crítica(para bem e para o mal de um texto qualquer) em que ele se expõe em dada intervenção.
é um dos piores daqui! não no aspecto da escrita, que vá lá.. tem o seu valor(embora decaíndo a olhos vistos). mas à sua inserção em realizar-se após um comentário lambido e de compadrio veiculado.
repare bem, toda vez que esse ser tenta argumentar aos seus atos parcos, ele se contradiz.. ou foge do assunto.. ou usa-se de uma ironia tão desprezível, que fica impossível leva-lo a qualquer canto que não o da própria mediocridade que ele mesmo se estabelece e também a quem ele abraça e intervém.
o seu cinismo é ainda mais latente, quando confrontado às suas deficiências de argumentos e quando lhe esfregam à cara, todo a praticidade de uma interação arrendada. há algum tempo atrás, este mesmo senhor usava-se de seus comentários chinfrins para a aproximação de seu séquito(usava um bordão de.. "abraço carinhoso", ui). há algum tempo atrás, usava a sua foto para estampar o seu perfil e agora, nem isso tem mais.. prefere ser o "galã" do luso com uma imagem falsa, talvez por vergonha de comparação a.. bem, não importa! o que é relevante a esse assunto, é a inutilidade de embargar uma conversa séria com esse sujeito.. ele prefere esquivar-se de seus erros e agir conforme uma criança emburrada conforme lhe inserem às suas perdas argumentativas.. prefere o insulto, às vezes(vide, por exemplo.. quando em debate comigo mesmo, e talvez até.. à sua próxima resposta, rs)
o aquazulis é uma personagem do luso que o qualifica em sua presente data, é.. enfim, tudo aquilo do qual pretende-se desviar, à conformidade do talento de uns(muitos, inclusive!) para o reino dos abraços e lambidas(vide os seus próprios dizeres..)
logo,
é um câncro a este espaço.. pois a grandeza que tinha e detém, em certos momentos de sua escrita, resvala porém, à sua ânsia de cumplicidade ao crime fortuito de estabelecer-se entre aqueles a quem ele quer do lado.. aos seus aplausos murchos e violados quando ele mesmo, os incita a fazê-los. é um alvo único entre os quais tornam-se menores, e. não pelos seus textos.. mas pela sua bifurcação mediana.. o famoso "arroz-feijão."
acho que, inclusive(e isso é só uma suposição minha!), o aquazulis quer que todos eles(os seus "amigos", compadres e afins) permaneçam à sua sombra. isto é, sendo os mesmos pequenos de sempre, pois.. se crescerem, então, o abandonarão. é só ver a exemplo, que os grandes escritores deste site, quase não o "visitam." a exceção de uns(que não os indignificam, também), essa personagem chamada aquazulis tem sempre o mesmo corpo de pessoas a lhe aplaudir.. e o pior disso tudo é quando ele mesmo os aplaude: com comentários ralos, de poucas palavras e quase sempre sendo a mesma fonte de iguaria.. "parabens lusos", um pequeno adendo aqui, outro acolá, e.. só! não há uma só base crítica(para o bem ou para o mal) em sua verve de intervenção.. é a mesma coisa, quase sempre!

logo, jaber..
desista!
daí, d'onde vc tenta retirar algo proveitoso(em questão do debate), é perda de tempo.


enfim,

Criado em: 17/6/2014 5:16
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: [1] "prá" honra do membro.(bem duro!)
sem nome




não é à toa que digo que venho aqui ao fórum para divertir-me um pouco. quando entras em cena, Alexandre, tu, o palhaço mor, então o meu aplauso redobra. às vezes dá vontade de atirar-te uma cadeira à cabeça mas, palhaço é palhaço, seja ele ofensivo, seja ele um idiota!

Jaber, não pensaste que eu possa ter lançado aos céus esses foguetes do compadrio só para ver quem iria apanhar as canas?
eu estou ao lado da poesia, não ao lado dos poetas, embora os visite regularmente para incentivá-los, e deixar um 'olá' e uns 'parabéns lusos', o que muito perturba o nosso palhaço mor. interessa-me, para benefício próprio, para benefício de todos, que haja mais poesia de qualidade neste sítio e tornei-me mais flexível quanto à crítica dos textos depois que tu e outros lusuários mais sensatos expuseram opiniões a esse respeito. eu estou aqui para aprender! para evoluir! e para rir-me um pouco, em particular das idiotices do Alex, o nosso palhaço mor!...rs




Criado em: 17/6/2014 9:28
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: [1] "prá" honra do membro.(bem duro!)
sem nome
eu ignoraria o comentário infeliz, deste sujeito ainda mais infeliz, mas devo deixar um adendo aos leitores que acompanham essa interação do assunto, aqui indicado:

por questão de análise e crítica do texto, NENHUM usuário, que não EU(!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!) formatei ao próprio exemplo, a característica de nivelar o comentário em prol de, ou.. simplificando aos(AO) mais ignorantes(IGNORANTE!):

euzinho cá, Alex Moraes, Azke-Dracula(Azke-Targaryen), foi quem especificou a exemplo e súmula, o ato de comentar com efeito, isto é: conforme à análise do texto.

logo, a citação desta personagem aquazulis em: abre aspas "e tornei-me mais flexível quanto à crítica dos textos depois que tu e outros lusuários mais sensatos expuseram opiniões a esse respeito."

é, absolutamente, um exemplo primário de sua contradição(desde sempre) a ater-se conforme o meu segmento de crítica. ou seja, o anormal fará exatamente aquilo que eu disse que deveria fazer, mesmo com os seus insultos castrados e seu cinismo(ou ironia) podres..


enfim,

não vale nada, mesmo.
e adianto que o tal somente me insulta por cta deste terreno virtual, qual.. o salva deste quem vos escreve.

tsc, tsc

Criado em: 17/6/2014 23:51
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: [1] "prá" honra do membro.(bem duro!)
sem nome




Alexandre, eu nunca vi outro lusuário ofender tanto os seus colegas como tens vindo a fazer há muito. então, penso que dás-te a essas liberdades toscas precisamente porque vês-te perante um ecrã, a salvo de qualquer retaliação que não seja escrita. ostentas uma coroa de cobardia aos olhos de qualquer um. mas não és inteiramente daninho! é verdade que tens defendido a crítica como meio de valorizar a poesia no luso e até, em ocasiões, insurgiste-te contra os abusos de alguns pseudo-críticos. também a qualidade da tua poesia é de realçar mas não peques por vanglória! são os teus modos, os azedumes, as iras, as ofensas gratuitas que arruinam o teu carácter. à parte isso, és um anjo!...rs

Criado em: 18/6/2014 10:05
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados