https://www.poetris.com/



« 1 2 3 (4) 5 6 7 8 »


Re: o dedinho vermelho
Colaborador
Membro desde:
29/9/2011 0:22
De Olinda, Pernambuco
Mensagens: 1142
bom, a primeira alteração seria uma moderação ostensiva, com um número ímpar de usuários. casos-modelo de infração poderiam ser resolvidos sem consulta prévia entre eles, por exemplo.

incluiria alguns usuários também para a área de eventos e concursos. uma coisa boa seria o resgate constante de bons textos pouco lidos aqui do site, como fez certa vez o valdevinoxis.

deixar o luso em mãos capazes e constantes, colocando uma rotatividade nessa moderação, a fim de evitar o ranço que sempre fica quando alguém passa muito tempo na cadeira.

todos os administradores sofreram algum tipo de fricção pelo cargo e, por isso, creio que a rotatividade seria útil. considero também necessária por conta do caráter social do site: lidar com pessoas também desgasta.

não é por acaso que a helen disse que gostaria de ver tal e tal no lugar dela, pra saber como que é.

hoje o luso morre pela mediocridade, concordo, mas talvez um grupo pra fazer com que a crítica seja costumeira ajude neste sentido.

sei que alguns autores se afastaram por conta das farpas e das felpas, mas há uma mancheia por aqui bastante proeminente. a esses deve ser dado o destaque merecido. não pela quantidade de leituras/comentários, mas pela qualidade.

qualidade é subjetiva, sim, mas é possível saber, no geral, quem é bom e quem é ruim, quem é gênio e quem está crescendo. qualquer pessoa razoável consegue enxergar isso, creio eu.

o melhor exemplo que posso dar é um que acompanhei desde a chegada no site, que foi a marysantos, hoje uma das melhores que pairam aqui.

fico feliz que seu pensamento sobre a crítica tenha mudado e concordo: há críticas e há pedradas, mas a própria vida nos ensina a aceitar umas e desviar de outras.

grande abraço

Criado em: 22/8/2014 12:28
_________________
alguns anos de solidão - blogue

"ah, meu deus do céu, vá ser sério assim no inferno!"
- Tom Zé
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: o dedinho vermelho
sem nome

Caio, 'o resgate constante de bons textos pouco lidos aqui do site, como fez certa vez o valdevinoxis' ajudaria os poetas a crescer, porque qualidade gera qualidade. rotatividade na moderação também penso positivo. acredito que não tem sido sempre fácil o trabalho da Helen, que tem feito o seu melhor, em bons e maus períodos.
um abraço.

Criado em: 22/8/2014 13:15
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: o dedinho vermelho
sem nome


Umav, o soneto da Luzia que citaste tem 10 ou mais polegares verdes porque foi bem escrito, tem alma, e pouco importa se obedece à métrica ou não. é bom de ler e isso é tudo. podes argumentar que ela visita as páginas de vários poetas e, por conseguinte, como dizes, a gentileza gera gentileza! mas ela tem talento, e é gentil também, coisa maravilhosa, que dá ainda mais brilho a este sítio. dedinho vermelho para ti!...hehe

Criado em: 22/8/2014 16:47
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: o dedinho vermelho
sem nome
eu não consigo e sei que nunca me vou habituar ao dedo

o dedo é bom é para as madonas atrás do pano. enfim, covardias deste tempo azul

Criado em: 22/8/2014 17:07
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: o dedinho vermelho
sem nome
em passagem pelo luso quase sempre a matar, e a sem à hora pelos comentários dos ilustres comentadores que aqui teem deixado a sua opinião sobre o dedo, e pelos que pesam e não dizem nada tal os sapos, reparei num pormenor e fiquei para ali sem pensar... e agora que estou aqui a consultar o meu dicionário de papelão amarelo e não encontro definição para... pergunto-me, e a todos o que souberem: diz-se cagalhão ou cangalheiro?!


Criado em: 22/8/2014 17:28
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: o dedinho vermelho
Colaborador
Membro desde:
29/9/2011 0:22
De Olinda, Pernambuco
Mensagens: 1142
tive agora um exemplo prático de que o zero não adiciona nem subtrai. próximo?

Criado em: 22/8/2014 18:17
_________________
alguns anos de solidão - blogue

"ah, meu deus do céu, vá ser sério assim no inferno!"
- Tom Zé
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: o dedinho vermelho
Subscritor
Membro desde:
9/12/2013 13:47
De Lisboa
Mensagens: 3855
Ainda hoje li um comentário que achei correcto. Dizia, mais ou menos assim:
-Não aprecio este tipo de poema mas está bem construído.
Ora aqui temos um comentário honesto, sem ironias, sem má-educação e, mais importante, no devido local para comentarios.
Dizia ainda, apesar de assumir que aplica o rubro com frequência, que aquele texto não merecia os 4 vermelhos que já tinha.Honestidade na crítica!

Ainda ontem, enquanto fazia outras coisas deixei a pág. Luso aberta, mas não estava em linha. Reparei, não pelo chat, que determinado membro entrara e pensei: Vou levar dedo! Passei de "poemas" para o meu texto. Abri paralelamente uma segunda página com o meu texto. Com alguma frequência actualizava ora uma ora outra. Eis que de repente, não está em linha, mas sim, o dedo lá estava!

Tal como cachorro que espera que ninguém veja para se deitar no sofá, roubar, etc. assim este o fez!

Pondo um pouco de humor sério:
Uma crítica constructiva, com educação, ajuda, feita na página ou por MP é um "REDBULL"; Dá asas!
Quem os recebe, ou melhora ou desiste de escrever.

A crítica sem argumentos, na página, menosprezante, irónica, cínica ou ofensiva não serve para nada excepto para o ego ou complexo de superioridade do comentador.
Um "REDCOW"

O vermelho sem motivo, e acrítica em outros locais, como este, p.e., apenas para desmoralizar, vingar-se e inveja ou até ciúme (porque Y comenta X e não comenta o meu) são dedadas covardes.
é o mais usual: O "REDCOWARD"

O que está mal, talvez não seja o botão, mas sim a forma de ser humana.

Se os "santinhos" fossem para o altar e os "diabinhos" não torturassem no Inferno... o Luso seria, ainda mais, agradável fosse no Céu dos mais evoluídos ou no Purgatório da galera/malta toda.


Criado em: 22/8/2014 18:39
_________________
Não sou poeta mas, quem sabe, um dia escreverei
um texto que (pela persistência e sorte) possa ser lido como poema
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: o dedinho vermelho
sem nome
é época de eleição aqui também? rs

antes de colocar o jardim abaixo para criar as fundações de algo novo, é bom lembrar que o ditador vitalício gosta muito de todas as cores, flores e do adubo...

aqua, é como deus ou amor: quem crê o vê em todo canto... rs

Criado em: 22/8/2014 18:41
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: o dedinho vermelho
Membro de honra
Membro desde:
18/6/2010 2:36
De Cáceres, MT
Mensagens: 2660
Não posso me ater a discussão aqui levantada e que, a cada momento se torna mais esclarecedora. Neste sentido, tenho que tecer mais algumas considerações em relação a essa opinião. E, a primeira delas é que mudei de ideia desde a primeira vez que vim aqui. Sinceramente eu entendo o dedinho vermelho agora. Ao ler quando disseram sobre o estômago sensivel pensei seriamente se estou enquadrado neste quesito.
Lembro-me da primeira vez em que recebi uma crítica sobre um poema que tinha escrito. Fiquei bravo no momento e amassei a folha jogando-a no lixo. Estava em sala de aula. Na saída, no entanto, fui até o lixeiro e resgatei minha folha. Anos mais tarde encontrei-a entre meus livros velhos e, ao ler ela outra vez disse a mim mesmo: que porcaria! Logicamente que depois de vários anos eu já tinha lido Gabriel Garcia Marquez, Pablo Neruda, Bocage, Humberto de Campos, Fernando Pessoa... aquela minha escrita estava tão distante dessa realidade que meu desejo na hora foi nunca mais escrever porcaria nenhuma. Mas, dentro desse contexto eu já tinha dezenas de rascunhos nos meus cadernos e fiquei com dó de jogá-los fora. Em 2008 criei um blog e comecei a publicar. Na faculdade de História, nas aulas "chatas" eu começava a escrever para passar o tempo, dois anos depois, com o auxilio da própria Universidade consegui publicar dois livros de poemas que foi revisado por professores doutores em letras. Obviamente que o pessoal do meu círculo começou a me chamar de poeta e, confesso que gostei, e assim me considero hoje. Logicamente que longe do patamar de muitos que por aqui leio constantemente.
Mas, o que quero dizer mesmo é que não me importo com aprovação ou reprovação dos meus escritos pelo dedinho vermelho. Admiro alguns colegas aqui, e eles sabem quem são, que já me alertaram sobre poemas e os corrigi de imediato e, com certeza, ficaram melhores do que estavam. Sou eternamente gratos a eles. Eu escrevo porque gosto e não vai ser a poesia que me alimentará o corpo físico. Na verdade, na faculdade li um livro sobre a História da Poesia Universal e um dado me chamou a atenção. A maioria dos poetas só tiveram reconhecimento depois que morreram. Eu, na verdade, quero apenas deixar meus escritos para que alguém leia. E, como afirma Santo Agostinho "Prefiro os que me criticam, porque me corrigem, aos que me elogiam, porque me corrompem". Desde que essa crítica seja feita diretamente a mim.
Meus sinceros abraços poéticos!!!

Criado em: 22/8/2014 20:01
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: o dedinho vermelho
Colaborador
Membro desde:
31/3/2008 18:45
De Braga
Mensagens: 8199
Parabéns Odair, uma posição na escrita de quem vai longe; gostei de ler.

Criado em: 22/8/2014 20:20
_________________
RoqueSilveira
Transferir o post para outras aplicações Transferir







Links patrocinados