https://www.poetris.com/



« 1 ... 25 26 27 (28) 29 30 31 ... 46 »


Re: Sarau "O Grito da Poesia"
Colaborador
Membro desde:
2/1/2011 21:31
De Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3687
Sei que poderia colocar outro poema, ou texto, neste sarau, que para além de ter o mérito de ser o primeiro nestas páginas do Luso Poemas, será também um caso único, provando mais uma vez que quando se quer as coisas acontecem (sem carpideiras por perto, ou aqueles que afinal gostam é de assistir a um funeral, procuram-no), mas resolvi homenagear aqueles que eu li, comentei, convivi, e que já cá não estão. Deixaram-nos das melhores páginas de poesia que por aqui já foram lidas, deixaram-nos cedo, e tenho a certeza de que se aqui estivessem colaborariam com a sua ciência, com algum dos seus textos de excepção. Parabéns mais uma vez à Lucineide e à Semente, uma pela ideia a outra pela força em continuar um sonho inicial. Bem hajam sempre. O Luso afinal continua vivo.
Muito obrigado.
Ricardo Pocinho – O Transversal

“ASSIM QUERO O MEU ÚLTIMO POEMA”
“quero que o meu último poema
tenha o teu olhar sereno amada
o gosto bom de tua boca
e a minha falta de juízo

quero que o meu último poema
tenha o sorriso bom de minha mãe
e a cara severa de meu pai
- meus mortos

quero que o meu último poema
seja feito de alegria
que tenha em volta meus amigos
que tenha a estrela da manhã de bandeira
e o olhar noturno de milano

que o meu último poema
não seja nunca o último poema.”

(Júlio Saraiva)


“A Tentação do Diabo”

“Num cálice de emoção verti ciúme
E, embora amargo, sorvi com avidez
Até à última gota de embriaguez,
Tombei no chão de vômito e azedume.

Lacerei os pulsos com afiado gume
E sangrei furor, qual vil morbidez!
Fluiu o remorso, culpado talvez
Por mergulhar corações em negrume.

Ergui-me, ainda débil, vacilante,
No espelho da alma contemplei o semblante
De um homem pelo Diabo tentado.

Estilhacei o espelho em mil fragmentos,
Carne e sangue projectei aos sete ventos,
Matei o ciúme e fiquei desfigurado.”

(Luís R Santos (Aquazulis) 23/10/10)


“No fim”

“No fim, a carne e o sangue,
se confundem e se fundem,
numa massa inerte,
numa só matéria decomposta,
que exala mal cheiro,
e serve de alimento,
a vermes vorazes,
que digerem rapidamente
o latifundiário,
o lavrador,
o ateu,
o vigário,
o honesto
e o falsário.

No fim, tudo é nada,
tudo se funde e confunde
em massa apodrecida
que é digerida
por vermes vorazes
que não tem preconceito
de raça, credo ou de cor.”

(Luiz Morais)

“Encanto”

“O brilho dos teus olhos
Quando se mistura com o teu sorriso
E com os caracóis, que te enfeitam
Fazem-me perder completamente o ciso
E os nossos laços se estreitam...

Fazem-me imaginar-me
Contigo no Paraíso
Deitado sobre a verdura
Vivendo uma verdadeira loucura.”
(apsferreira - Albano Soares Ferreira)


Criado em: 5/8/2017 2:45
_________________
"Floriram por engano as rosas bravas
No inverno:veio o vento desfolha las..."
(Camilo Pessanha)

http://ricardopocinho.blogspot.com/
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Sarau "O Grito da Poesia"
Muito Participativo
Membro desde:
29/1/2011 12:18
Mensagens: 96
Candelária... 23 de julho!

Alumbram pares d’olhos cada esquina
Contados das janelas e dos portais
Olhares que a lua ilumina
Esquecidos ao tremor dos castiçais

Encobre o som dos sinos em surdina
Os gemidos e os soluços dos mortais
Que nas praças, lá de onde o céu termina
Leem a sorte nos vitrôs das catedrais

Resíduo rejeitado à própria sina
Em toda esquina cresce em leva os animais
“Urge a faxina”, a cidade determina
E a chacina é devorada nos jornais

Criado em: 5/8/2017 3:11
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Sarau "O Grito da Poesia"
Subscritor
Membro desde:
24/2/2017 12:42
De Setúbal-Azeitão, Portugal
Mensagens: 1506
escrevi por aqui algures mas não me encontro

Criado em: 5/8/2017 12:10
_________________
Jorge Santos (Namastibet)
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Sarau "O Grito da Poesia"
Subscritor
Membro desde:
24/2/2017 12:42
De Setúbal-Azeitão, Portugal
Mensagens: 1506
peço desculpa pela minha ineficácia digital....(gostaria de vir aqui e usufruir deste espaço mas não compreendo como)

Criado em: 5/8/2017 12:12
_________________
Jorge Santos (Namastibet)
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Sarau "O Grito da Poesia" PARA JORGE-SANTOS
Colaborador
Membro desde:
29/8/2009 14:28
De Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
Querido poeta, posso te ajudar.

Ao entrar no Sarau, olhe a sua direita, no canto acima.
Verás numerações que correspondem às páginas do Sarau.
Vai do nº 01 sucessivamente numeradas de acordo com as postagens. No momento estamos na página 28, quase chegando à página 29.
Se quiser apreciar todas as páginas, clica no nº 01, e 02 e 03, e assim, até o final.

Lerás poemas e comentários.

A nós que não visitavámos esse sítio, nos parece estranho e complicado porque nos habituamos à vitrine, a qual visulizamos de imediato, os poemas, e na caixa ao lado, os recém comentados.

O Fórum é um espaço para eventos, publicações, debates, anúncios em geral, e até polêmicas hehehehheheeh....

Boa sorte Jorge, espero que acerte o passo por aqui!

Beijos

Criado em: 5/8/2017 12:38
_________________
Por não saber do brilho das estrelas,
alumio veredas dentro de mim


Open in new window
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Sarau "O Grito da Poesia"/ PRA TRANSVERSAL
Colaborador
Membro desde:
29/8/2009 14:28
De Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
Querido poeta Transversal, não imaginas a minha alegria por ter se lembrado dos poetas que já se foram daqui, e publicado as poesias dos mesmos.

Feliz iniciativa da tua parte, a qual recebo agradecida e feliz.

Sim, se
Júlio Saraiva
Luís R Santos (Aquazulis)
Luiz Moraes
Albano Soares Ferreira
estivem por aqui, certamente estariam participando, porque a solicitude, elegância de postura, e amor pela poesia os trariam para privilegiar o evento, e partilhar seus trabalhos.

Nós as anfitriãs do Sarau, e aos leitores e poetas que tem comparecido a essa "sala" poética, agradecimentos felizes!

Grande abraço, Ricardo Pocinho!

Criado em: 5/8/2017 12:50
_________________
Por não saber do brilho das estrelas,
alumio veredas dentro de mim


Open in new window
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Sarau "O Grito da Poesia"
Da casa!
Membro desde:
8/4/2017 18:10
Mensagens: 309

Meu agradecimento para Maria Lúcia “ Semente”.


Meu atelier confeciona palavras
Com os melhores ingredientes
Que depois semeio nas lavras
Reproduzindo boas sementes.

Seu fruto é profícuo, generoso
Mas requer cuidado e astúcia
Para se manter bem luminoso
Como o rosto, da Maria Lúcia!

Um miminho sabe sempre bem, especialmente para quem tanto trabalho tem tido para o bem de toda esta comunidade luso poemas.

Beijos



Criado em: 5/8/2017 13:53
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Sarau "O Grito da Poesia"
Da casa!
Membro desde:
8/4/2017 18:10
Mensagens: 309
Meu terceiro e último contributo. O meu muito obrigado pelo convite.

Aromas.

Deito minha cabeça em teu peito
onde sempre encontro a quietude
aí me transporto para outras latitudes
que são tuas, são nossas
o mundo fica esquecido lá fora
palavras não são ditas,
só olhares que leem pensamentos
raios de luz que rasgam muros intransponíveis
marés revoltas, mas ternas
como doçura que é teu corpo em que me inebrio
enquanto percorro teus jardins…
deleitando-me nos aromas que extasiam
e nesse olimpo,
me detenho ao luar de estrelas cadentes
e nessa dimensão me deixo ficar,
no sublime, do teu amar...


Criado em: 5/8/2017 13:55
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Sarau "O Grito da Poesia" Aos/Poetas e Poetisas do Luso
Colaborador
Membro desde:
21/1/2015 0:03
De Sol Poente
Mensagens: 6106
Boa tarde caros poetas/poetisas!
Neste justo momento, começa mais um fim-de-semana em nossas vidas, rogo ao Bom Deus que sejam longas e que venham inspirações e mais inspirações pra que “O Grito da Poesia” não cale em águas turvas

Meu abraço poético!
upanhaca

Criado em: 5/8/2017 14:11
Transferir o post para outras aplicações Transferir


Re: Sarau "O Grito da Poesia"
Colaborador
Membro desde:
23/6/2011 2:06
De Taubaté SP
Mensagens: 9128
Bom dia Transversal,esta tua brilhante iniciativa nos trouxe a luz da memória pessoas que abrilhantaram este sito e a poesia em si com suas majestosas criações poéticas, e que agora nos assistem do lado desta materialidade, parabéns pela vosso redundante participação neste envolvente sarau,um abraço,MJ.

Criado em: 5/8/2017 16:03
Transferir o post para outras aplicações Transferir



« 1 ... 25 26 27 (28) 29 30 31 ... 46 »




Links patrocinados