https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Aberto até ao fim

 

Sou tão sincero quanto é humanamente possível,
Também quando digo que me fizeste atingir o impossível!
Perguntas "Como?", porque para nós tudo é atingível.

Não é o amor que tento escrever quando me sento e penso em ti,
Porque o amor não se escreve sente-se, como eu senti ao pé de ti,
Naquele dia em que todos os sonhos realizei... e o por ti sorri!

E ás vezes é desejo puro sem mais filosofias á volta,
È caminhar no escuro de olhos fechados contigo, sem escolta,
Sobre a água do preconceito, da inveja e até da revolta.

Outras é confiança e apoio sem margem para duvidar,
è estarmos ao lado um do outro sem nada que nos possa separar,
Não é paixão, é a mais pura fé em ti que ninguém vai poder abalar!

O passado, de um e de outro fala um voz diferente,
Da voz em uníssono, que é o nosso tão amado presente,
Mas contigo o caminho é amar sempre em frente, sempre!

E lembraste quando choras? seja de felicidade ou de tristeza,
Quero ser eu apanhar as lágrimas, quero provar toda a tua natureza,
Porque amor, amar-te parece ser a minha única certeza!


 
Autor
O_Poeta_Chanfrado
 
Texto
Data
Leituras
613
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
7
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
anatomia
Publicado: 05/02/2010 23:24  Atualizado: 05/02/2010 23:24
Da casa!
Usuário desde: 28/11/2009
Localidade: Região Centro
Mensagens: 206
 Re: Aberto até ao fim
Afinal, de chanfrado, não tens nada!
Belo poema, gostei de conhecer a tua escrita.

Anatomia

Enviado por Tópico
anatomia
Publicado: 05/02/2010 23:24  Atualizado: 05/02/2010 23:24
Da casa!
Usuário desde: 28/11/2009
Localidade: Região Centro
Mensagens: 206
 Re: Aberto até ao fim
Afinal, de chanfrado, não tens nada!
Belo poema, gostei de conhecer a tua escrita.

Anatomia

Enviado por Tópico
anatomia
Publicado: 05/02/2010 23:24  Atualizado: 05/02/2010 23:24
Da casa!
Usuário desde: 28/11/2009
Localidade: Região Centro
Mensagens: 206
 Re: Aberto até ao fim
Afinal, de chanfrado, não tens nada!
Belo poema, gostei de conhecer a tua escrita.

Anatomia

Enviado por Tópico
anatomia
Publicado: 05/02/2010 23:24  Atualizado: 05/02/2010 23:24
Da casa!
Usuário desde: 28/11/2009
Localidade: Região Centro
Mensagens: 206
 Re: Aberto até ao fim
Afinal, de chanfrado, não tens nada!
Belo poema, gostei de conhecer a tua escrita.

Anatomia


Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 05/02/2010 23:34  Atualizado: 05/02/2010 23:34
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4533
 Re: Aberto até ao fim
Belo!
Espectacular poema de amor.
Gostei de ler.
Abraço
Antonieta