https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

DESESPERANÇA

 
A vida é uma gota num mar caprichoso,
Que com outras gotas mistura-se molhada,
Misturada a mais gotas num todo aquoso,
Mas vem o destino e em onda é levada.

Grávida de incerteza, vazio na cabeça,
Moribundas esperanças a alma alimenta,
Para teias complexas a vida endereça,
O sonho se vê que no vento se senta.

Mata-se na corrida, sem se ver a meta...
Se se fica parado, todos estão a correr...
Fica-se com medo, pois não se vê uma seta
Que indique o caminho que se deva bater.

Quer que se mude o ontem, no entanto, é tarde,
Quer que se rode o relógio, porém não ajuda,
Calado se fica a olhar, só o peito é que arde,
Não há ar, sufoca-se, e nada há que acuda.


Marinho de Pina



________________________________________________
[size=small]Se te comentei, subentenda-se que gostei do texto, logo não preciso dizer que gostei.

Se não te comentei, possívelmente não te li, ou então não sei dizer nada sobre...

 
Autor
Marinheski
 
Texto
Data
Leituras
1677
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/07/2007 21:38  Atualizado: 16/07/2007 21:38
 Re: DESESPERANÇA
Que bom poeta Marinheski retornar a publicar algo de sua lavra poética. Seu poema faz refletir sobre nossa existência para com o Mundo e a própria Humanidade. Verdade é desesperançoso o seu poema, bastante denso e com brilhantes metáforas a ilustrar o seu motivo poético.
Continue publicando, você é um ótimo poeta, um abraço, Godi.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/07/2007 19:52  Atualizado: 22/07/2007 19:52
 Re: DESESPERANÇA
a tua escrita é sentida, mas pensada, muito bem pensada, porque tu és um ser muito pensante, que eu bem te conheço! estás a reconhecer quem aqui te comenta ou nem por isso? ;)