Poemas -> Natal : 

E HAVIA UM MENINO

 
Tags:  natal    Menino Jesus  
 


para Bárbara

E havia um menino
Nascido na palha
E era ele o presente
De amor sem igual
Era filho de um Rei
Era o filho de Deus
Era só um menino
Que era todo humano.

E Veio o menino
Acordar a alma
Da gente que não sonha
E dos meninos tristes.
Encher as palmas das mãos
De todos os homens
De entrega e de esperança.
E ao lado do ouro
Da mirra e do incenso
Havia um burrinho, uma ovelha, uma estrela...

E o menino sorria
E tocava de luz
A alma dos homens, dos bichos
E de todas as coisas
Entre o céu e a terra.

Dinda
Open in new window

Imagem: internet
 
Autor
sandrafonseca
 
Texto
Data
Leituras
1295
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
4
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Karla Bardanza
Publicado: 09/12/2010 20:54  Atualizado: 09/12/2010 20:54
Colaborador
Usuário desde: 24/06/2007
Localidade:
Mensagens: 3491
 Re: E HAVIA UM MENINO
Como é bom te ver por aqui.Saudades tuas.

Karla B

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 09/12/2010 21:45  Atualizado: 09/12/2010 21:45
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6625
 Re: E HAVIA UM MENINO
Sandra,
Adorável!A linguagem doce e acessível às crianças de todas as idades deu mais luz ao poema.
Bjins, Betha.

Enviado por Tópico
AntóniodosSantos
Publicado: 25/12/2010 18:11  Atualizado: 25/12/2010 18:11
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 1005
 Re: E HAVIA UM MENINO
...um lindo Poema que saiu da sua pena...

PARABÉNS...

Porque:

E à Terra o Deus desceu
Para o Bem vencer o Mal...
E assim se abriu o Céu
Nessa noite de Natal...


Para si um Santo Natal...

Com muita estima de

António Boavida Pinheiro

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 02/01/2011 14:42  Atualizado: 02/01/2011 14:42
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17656
 Re: E HAVIA UM MENINO
A suavidade de suas mãos estão aqui nesse poema, dos mais belos. Obrigada, bjs