https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

diálogo entre um cego e um surdo

 
.


Irei republicar muitos deste textos [com melhorias, acredito] aqui no luso com outro nick, o que me acompanhará para sempre - sampaio rego

 
Autor
joseluislopes
 
Texto
Data
Leituras
1717
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
28 pontos
10
1
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 18/10/2011 17:21  Atualizado: 18/10/2011 17:21
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8225
 Re: diálogo entre um cego e um surdo
numa "discussão" o problema é não se ouvirem, porque muitas vezes ambos têm razão, sendo tudo uma questão de ponderação entre razões.
assim, o mal menor e o bem maior depende muito da tolerância ao outro
(é só um pensamento)


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 19/10/2011 01:52  Atualizado: 19/10/2011 01:52
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: diálogo entre um cego e um surdo
E eu tinha uma saudade imensa de ler essa maneira que tens de escrever tão refinadamente, quase sem doer... assim assim. beijo


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/10/2011 22:46  Atualizado: 20/10/2011 22:46
 Re: diálogo entre um cego e um surdo
Pois é,pois é...Me lembrou de um poema:quem não tem nada a fazer ,faze uma bomba...melhor não dar idéia né.Abraços meu amigo


Enviado por Tópico
Fhatima
Publicado: 22/12/2011 19:05  Atualizado: 22/12/2011 19:12
Colaborador
Usuário desde: 12/02/2008
Localidade: Joinville - SC
Mensagens: 3389
 Re: diálogo entre um cego e um surdo
Olá Joséluislopes,

Palavras sempre mexem com o nosso interior. Sempre escreves de uma forma linda e grandiosa.

Um Feliz Natal e Ano Novo pleno de paz e bençãos!

Fhatima


Enviado por Tópico
Caopoeta
Publicado: 20/01/2012 13:53  Atualizado: 20/01/2012 13:53
Colaborador
Usuário desde: 12/07/2007
Localidade:
Mensagens: 2027
 ao JLL
as palavras têm vontade propria
foi para isso que nasceram
já as pessoas,
bem,
umas nao vem outras nao ouvem...


abraços.