https://www.poetris.com/
 
 
Sim! Eu sou aquela sensação
Que sentes quando caminhas sozinha na noite
Sim! Eu sou esse arrepio
Que te percorre na coluna e não é frio
Sim! Eu sou esses sons na escuridão
Que fazem-te saltar a pulsação
Sim! Eu sou essas sombras
Que são tão venenosas como cobras
Sim! Eu sou esse desconforto
Esse medo que atormenta o teu corpo.



Jorge Érebo

 
Autor
JorgeÉrebo
 
Texto
Data
Leituras
550
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Recentes
VI
V
III
II
I
Aleatórios
I
II
III
V
VI
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
gadanha
Publicado: 15/01/2013 12:19  Atualizado: 15/01/2013 12:19
Da casa!
Usuário desde: 13/12/2012
Localidade: nesta seara
Mensagens: 469
 Re: III
estive para não comentar mas por azar li o texto. está mauzinho. tem material para se escrever uma coisa em condições que foi totalmente desaproveitado. escrever também implica pensar.

sim! sim! sim! sim! sim!

nem digo o que me veio à cabeça.