https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Acabo muitas vezes por voltar

 
Acabo muitas vezes por voltar
e
a pouco e pouco
por saber de mim.

Dispo-me de distâncias
e olho-me
memória
a esgotar-se na efemeridade
de um tempo de colheitas
de sonhos que sonhei
quando o tempo e eu éramos
entendimento e certezas
e levávamos connosco uma réstia de céu azul
como quem se resguarda
da mutabilidade do silêncio.

Acabo muitas vezes por voltar.
Ao rio sem fim entre o partir e o ficar
à eternidade de momentos
de que só germinaram memórias.



maria


 
Autor
outonal_idade(s)
 
Texto
Data
Leituras
873
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
JPAnunciação
Publicado: 20/02/2013 22:36  Atualizado: 20/02/2013 22:36
Luso de Ouro
Usuário desde: 18/06/2008
Localidade: Évora / Lisboa
Mensagens: 250
 Re: Acabo muitas vezes por voltar
Como em tudo na vida, há que também amadurecer na poesia e isso foi o que aqui encontrei: Amadurecimento poético.
Gostei muito.

Bjs
JP


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/02/2013 22:57  Atualizado: 20/02/2013 22:57
 Re: Acabo muitas vezes por voltar
É a volta a esses tempos primaveris, quando os ventos da mudança ainda gatinhavam para além do horizonte. Parabéns por mais um esplêndido poema.