https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Essência

 

Se ao menos eu soubesse
aquietar a dor
no corpo frágil
dos pássaros;

ser nos meus gestos
o sopro esguio de uma asa
a libertar-se da noite
a refazer-se
na madrugada.

Se ao menos me fosses voz
aquela que permanece dentro
ainda que sussurrada
oblíqua
velada

ler-te-ia
na sombra do vento
na espuma do teu horizonte
no grito das marés cheias.

É tarde
muito tarde

para suspender o tempo
para renascer essência
e ser

tão longe

o tempo.


maria


 
Autor
outonal_idade(s)
 
Texto
Data
Leituras
873
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
3
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/02/2013 08:44  Atualizado: 27/02/2013 08:44
 Re: Essência
Sempre o tempo no seu inexorável passo a passar-nos à frente. Parabéns pelo seu poema.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/02/2013 11:12  Atualizado: 28/02/2013 11:12
 Re: Essência
Bom dia poetisa.
Poema de essência onde descreve o tempo de tudo com imensa referência aberta ao seu sentir perante a vida.
Gostei imenso.

Cumprimentos,


Frank_Mike