https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Percursos

 


Não são poucas as vezes
em que atravesso as tardes do meu jardim,
_refúgio de ventos e de labirintos_
à procura de respostas.
Nem sempre as encontro.
Aclaro as águas, desteço
fios de lodo, limpo as pedras,
uma por uma. Construo pontes,
dentro de mim.
À procura de respostas. Mas,
nem sempre as encontro.
Então,
colho uma rosa,
_removo uns espinhos_
e coloco-a, harmoniosamente,
na jarra da entrada.

E encho a casa de luz.


maria

 
Autor
outonal_idade(s)
 
Texto
Data
Leituras
841
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
8
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/06/2013 18:20  Atualizado: 17/06/2013 18:20
 Re: Percursos
Lindo poema, atravessar as tardes, que perfeito! beijos


Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 17/06/2013 21:03  Atualizado: 17/06/2013 21:03
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: Percursos
...com as palavras certas se constroi a botânica gentil de sentimentos. parabéns!

abraço


Enviado por Tópico
(re)velata
Publicado: 18/06/2013 21:37  Atualizado: 18/06/2013 21:37
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2009
Localidade: Lagos
Mensagens: 2181
 Re: Percursos
Muito bela a tessitura do seu poema, que conduz o leitor pelo labirinto interior do "eu poético" através de palavras límpidas e muito bem escolhidas. E, na ausência de respostas, há sempre uma rosa - algo de positivo - em que se focar.
Sinceros parabéns!
Bj


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/05/2014 21:46  Atualizado: 04/05/2014 21:46
 Re: Percursos
Belo!

Obrigada.

Sorriso