https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

SINTO NOJO

 
Tags:  Alma ferida  
 
SINTO NOJO
 
SINTO NOJO

Sinto nojo deste mundo cruel
Para os idosos e crianças
sinto nojo das mães que matam os seus filhos
Dos homens e mulheres que se matam mutuamente
sinto nojo dos homens que casam com crianças
E que muitas vezes são maltratadas pela própria família
Sinto nojo dos violadores e dos pedófilos sejam
......Padres ou homens comuns
Deviam ser todos castrados ou capados
e fechados no inferno
Sinto nojo dos filhos que roubam os pais
......E que os maltratam
Sinto nojo e pena dos pais que não sabem
.......Amar os seus filhos
Sinto nojo de mim própria por virar a cara para o lado
.......Que mundo é este
Que todos nós temos medo de olhar.


Isabel Morais Ribeiro Fonseca


Nasci em Angola - Luanda em 1966.
Sou Portuguesa- Lisboa.
Casada e feliz-1985
Tenho 8 filhos que são o sol da minha vida.
Não me considero poetisa
descobri escrevendo por acaso

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
1808
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.