https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

"TROVOADA MINHA"

 
Tags:  saudade  
 
"TROVOADA MINHA"
 
 
O vento sopra
E chega de repente
Como uma trovoada
Nada pode prendê-la
Nada pode impedi-la
Nada pode sufocá-la
A minha alma
É como uma casa assombrada
Com paredes desbotadas
E lembranças perdidas
A chuva foi aumentando
Com a neblina de um nevoeiro
Intenso como o corpo perdido
Que quer refazer as forças
Regando as folhas e as flores
Soprando a brisa
E bebendo as minhas culpas
Como veneno
Que seca o meu coração
Escrevendo as minhas cartas
O meu começo o meu caminho
Do silêncio desta noite
E desta trovoada.

Open in new window


╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

🍂
Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
3226
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
48 pontos
6
5
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 02/07/2013 15:25  Atualizado: 02/07/2013 15:26
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29152
 Re: A minha alma é como uma casa assombrada..
Ess sentimento chamado, piaxão nos assombra no mais intenso amor, lindo poema


Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 07/05/2018 18:49  Atualizado: 07/05/2018 19:08
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2662
 Re: "TROVOADA MINHA"
Começar, recomeçar… nem sei se vale a pena, mas o coração anda muitas vezes saudoso ou inquieto.

Meus parabéns, estimada Isabel; gostei muito do poema!

Um abraço!


Do silencio desta noite
Nascem lembranças perdidas,
Nascem saudades e lágrimas,
Tristezas e despedidas.

Tudo segue o seu caminho
Onde caminhos não há.
Nascem e morrem estrelas
E a dita não voltará.




¡¡Tenía por grandes las gaitas:
La gallega y la asturiana,
Mas en nada la aventajan
A su hermana transmontana!!


Enviado por Tópico
Carii
Publicado: 07/05/2018 22:53  Atualizado: 07/05/2018 22:53
Colaborador
Usuário desde: 28/11/2017
Localidade:
Mensagens: 1772
 Re: "TROVOADA MINHA"
Simplesmente lindo os teus versos poetisa Isabel! Este vendaval que nos inunda a alma! Levo comigo! Beijinhos.