https://www.poetris.com/
 
Textos -> Outros : 

O zé capeta

 
Tags:  vida    sangue    justica    vítimas    zé capeta  
 
O zé capeta
 

Bebia o sangue fresco de suas vítimas
Morei dois anos na região da serra do cipó em Minas Gerais. Foi ai que conheci o herói da nossa história, o lendário Zé capeta, cuja fama o precedia. Naquela época estava implantando uma fazenda na região e carecia de muita mão de obra, como me haviam garantido que o tal Zé capeta era um ótimo operador de máquinas, o contratei. Minha teoria na época era a de que, "quem não arrisca não petisca".
De fato o Zé capeta era muito bom na sua profissão, sempre se deslocava com sua moto velha, caindo os pedaços e amarrada com arame, como representante da raça humana, bem que fazia justiça ao nome. Fora de seu horário de serviço e em finais de semana, passava a vida embriagando-se nos "botecos de copos sujos" da região, ocasião em que incorporava o "demo" e literalmente atacava as galinhas da região com as quais copulava.
Contam que após o ato, bebia o sangue fresco de suas vítimas e lhes comia a carne crua junto com as "tripas". Quem via o Zé capeta em serviço, assim como eu, chegava mesmo a duvidar da autenticidade de sua fama.
Uma história baseada em fatos reais, porém qualquer semelhança é mera coincidência, pois são milhares de "zes" pelo mundo, protagonizando suas histórias.


Meu objetivo na vida
É trazer luz lá do fundo
Assim na partida
Já conhecerei além-mundo




 
Autor
sendoluzmaior
 
Texto
Data
Leituras
2548
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
38 pontos
38
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 29/07/2013 12:32  Atualizado: 30/07/2013 00:26
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29152
 Re: O zé capeta
De boteco, em boteco, zé capeta tomava sua cachaça, quando ficava sóbrio perdia o sentido, por uma emoção era invadido. Se protagonizava numa coisinha. Seu divertimento era roubar galinha. Andava gritando pela rua, comendo a carne crua.

São os verdadeiro folclores da vida



martisns

Enviado por Tópico
Srimilton
Publicado: 29/07/2013 13:27  Atualizado: 29/07/2013 13:27
Colaborador
Usuário desde: 15/02/2013
Localidade: Nenhuma
Mensagens: 1837
 Re: O zé capeta
Essa história ainda vai longe..rs..

Um abraço, luz!



Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/07/2013 14:15  Atualizado: 29/07/2013 14:15
 Re: O zé capeta
ele corria atrás das galinhas? será que não procurava a tal dos ovos de ouro? ora, em terra de mineiros toda a merda que reluz é ouro! sem ofensa às gentes de Minas. abraço.



Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/07/2013 15:15  Atualizado: 29/07/2013 15:15
 Re: O zé capeta
Assunto desagradável
Deve ser deixado de lado
Quando se revolve fogueira
Sempre sai alguém queimado





Enviado por Tópico
sendoluzmaior
Publicado: 29/07/2013 16:05  Atualizado: 29/07/2013 16:05
Subscritor
Usuário desde: 01/05/2012
Localidade:
Mensagens: 4524
 Re: O zé capeta
Toda vez que tiver que falar sobre o assunto o farei abertamente.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/07/2013 16:11  Atualizado: 29/07/2013 16:11
 Re: O zé capeta
eu penso assim:

se o individuo apresenta-se por meio de opiniões próprias, ligadas a textos direcionados para "este" ou "aquele" indicado, então deve estar preparado para o que vier em decorrência qual resposta.
se vc, autor, vem a este púlpito com similaridades à sua idéia de texto qual de comparação a outréns, é de se esperar que haja consequências veiculadas a tal atitude.
reclamar da resposta(que este texto de merda bem merece) é hipocrisia, senhor..

agora por conta do seu texto, acho-o de um mau-gosto extremo. só não é pior que a idéia do outro lá de:" beber pelo cú," mas é quase-semelhante em ojeriza.
é um ataque baixo e ridículo, além de ser descabidamente direcionado a um utente deste sítio. logo, é de se esperar a sua "revolta."
e, convenhamos:
- p'ra uma história tão crua, tão vendida e tão mal-contada, creio advir de sua mente, hoje eu diria, não tanto ligada ao "amor transcendental," huh?

¬¬


e quanto aos comentadores que o aplaudiram: apenas o meu repúdio. são estes, iguais em característica ao que lhe combina, também.. fossem-lhes às máscaras de "pragas do luso-poemas," enfim..

quanto à hipocrisia de nego que vem até aqui e diz que não se deve insultar os demais(ou terras), o meu cuspe na cara destes. pois, quando em sinal de agravante, são os primeiros a correr com suas bocas/mãos imundas a fim de participar de um culto-branco de ofensas.. são os primeiros a sujarem-se e depois voltam. com a hipocrisia do: "não faça o que eu faço, faça o que eu digo."



eu.
os
abomino.














Enviado por Tópico
sendoluzmaior
Publicado: 29/07/2013 16:52  Atualizado: 29/07/2013 16:52
Subscritor
Usuário desde: 01/05/2012
Localidade:
Mensagens: 4524
 Re: O zé capeta para aske
Agradeço imensamente a oportunidade de o convidar a reflexões sobre vosso linguajar.

A sensibilidade não se encontra em mãos sagradas que constroem, mas sim no espírito que as governa.

O mesmo vale para a língua.
Vá a luz


Enviado por Tópico
sendoluzmaior
Publicado: 29/07/2013 19:29  Atualizado: 29/07/2013 20:01
Subscritor
Usuário desde: 01/05/2012
Localidade:
Mensagens: 4524
 Re: O zé capeta
Trabalhei voluntariamente por mais de quinze anos, com um grupo de pessoas no sul de Minas, pessoas voltadas ao trabalho espiritual, mas propriamente dita uma "comunidade" em Carmo da Cachoeira, onde "Nossa senhora" dizem estar se comunicando com a humanidade. É uma comunidade muito grande com ramificações por todo mundo, tive contato direto com pessoas de todas nacionalidades. O "trato com pessoas", principalmente as que se acham "a elite" é por deveras "trabalhoso", sempre esbarramos na soberba dos egos e é comum,"tomar carteirada na cara" e uns mais bravos até cospem, porém assim é o nosso aprendizado em veículos biológicos. E por falar nisso, um dia um atacadista do Ceasa MG, havia-nos doado um caminhão de tomates, distribuí em várias comunidades "carentes" de BH, pois não é que um indivíduo entre mil me atirou um tomate na cara, o ser humano é um desafio, porém nada me desanima.
Certos trabalhos que realizamos, literalmente "damos a cara a bofetes", uma cuspida, uma tomatada, faz parte da jornada.






Enviado por Tópico
sendoluzmaior
Publicado: 29/07/2013 21:31  Atualizado: 29/07/2013 21:52
Subscritor
Usuário desde: 01/05/2012
Localidade:
Mensagens: 4524
 Re: O zé capeta
O ser humano é complicado exigem santo para tudo. Cristo deu chicotadas, Padre Pio deu uns tabefes e santo Antão lutava com o demo, eu tenho paciência.
Vai para a luz.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/07/2013 22:13  Atualizado: 29/07/2013 22:13
 Re: O zé capeta
Para dar fim a essa discussão estéril e para acalmar
os ânimos e egos exaltados. Sugiro que leiam o poema
Noturno do JB Mendes e ouçam o piano.
Maravilha.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/07/2013 23:23  Atualizado: 30/07/2013 13:47
 Re: O zé capeta
estou sem tempo de entrar melhor nesta dança, mas pra umas boas verdades ainda tenho...

com esse teu papo mela-mela muitos vivenciaram o bastante do tipinho que és, mas EU, somente EU posso contradizê-lo e afirmar na tua cara que és um puta dum MENTIROSO. papalux enganador. seu azar foi eu ter visto segundos após, quando postastes essa MERDA de texto insinuado. rs... deste azar, quando arrependeu-se (leia-se; acovardou-se) aí era tarde, eu tinha lido. e veja a sua infantilidade; (mentira tem perna curta) na correria descuidou-se e deixou o vão na página, exatamente onde estava posto o texto. portanto; saiba, que desde já fica comprometida a sua tentativa de manter alguma postura santa com essa BLEFE DA LUZ.

vai! agora corre lá e corrige
a página... é próprio de quem não sustenta o que faz