https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Estiagem

 


Lembrar-me-ei de ti
como um azul vagabundo

como a súbita aragem
que transitória passa
sobre a estiagem das coisas.

Tão ilusório
e belo
como o íntimo refluir
da primeira palavra de amor

ou a mútua cumplicidade
de um silêncio.



maria

 
Autor
outonal_idade(s)
 
Texto
Data
Leituras
847
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
2
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 24/08/2013 16:20  Atualizado: 24/08/2013 16:20
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11165
 Re: Estiagem
Maria,
A beleza da efemeridade.
Beijinho
Nanda

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 15/06/2014 21:23  Atualizado: 15/06/2014 21:23
 Re: Estiagem
Belo, como sempre
Obrigada

Sorriso