https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

DOURO DOCE

 
DOURO DOCE
 
Margens calmas
Vinho do douro
Javali feroz
Lamaçal esquecido
Barro escuro
Terra quente
Gemido de dor
Vendimas das gentes
Tempestade fria
Chuva de pedras
Noites sombrias
Telhado de ardosia
Terra escondida
Timido destimido
Sangue entranhas
Porco matança
Lebre fugida
Sentimento esmagado.

Open in new window


╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

Isabel Morais Ribeiro Fonseca.
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
2354
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
46 pontos
6
4
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 22/09/2013 16:47  Atualizado: 22/09/2013 16:47
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11172
 Re: Douro.......Margens calmas....
Isabel,
Uma mensagem cálida e perfumada do Douro. Sabor a barro e a vinha.
Beijinho
Nanda


Enviado por Tópico
cabide
Publicado: 22/09/2013 17:41  Atualizado: 22/09/2013 17:41
Super Participativo
Usuário desde: 22/01/2013
Localidade:
Mensagens: 108
 Re: Douro.......Margens calmas....
as águas do rio cheiram mal.


Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 07/09/2015 12:33  Atualizado: 07/09/2015 12:33
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade: Portugal
Mensagens: 617
 Re: DOURO DOCE