https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

"REFLEXO DO QUE SOU"

 
"REFLEXO DO QUE SOU"
 
Fecho os olhos, a chuva cai
Volto-me e sinto, o corpo sem forças
Não quero fugir, não quero ficar.
Reflexo do que sou
Entre caminhos sinuosos
Tortuosos, obscuros
Fachada caída, da velha casa
Num dia de inverno, chuvoso e gelado
Ruínas de odor, da lenha queimada
Entre o olhar de um, horizonte longínquo
Gelando a face, as lágrimas que vão caindo
Desilusão, ai desilusão
Pensamento atormentado
Transformado em fogo que
Se alimenta das cinzas do corpo
Grita na plenitude do sossego
Sem forças do tempo.


Open in new window


╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
806
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
44 pontos
4
4
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 11/12/2013 22:40  Atualizado: 11/12/2013 22:46
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12405
 Re: Reflexo do que sou....P/ IsabelRFonseca
Olá Amiga, nunca perca um pouquinho de ilusão, porque tudo faz falta neste mundo e também é o fogo que alimenta a paixão e o amor. O tempo comanda a vida...E o seu poema é muito belo!
Desejo-lhe um Santo Natal para si e toda a família. Um beijinho. Vólena


Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 25/08/2018 11:35  Atualizado: 25/08/2018 11:35
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Algures em Portugal
Mensagens: 2688
 Re: "REFLEXO DO QUE SOU"
Open in new window

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 22/04/2019 18:33  Atualizado: 22/04/2019 18:33
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade: Portugal
Mensagens: 612
 Re: "REFLEXO DO QUE SOU"
Se sou amado e bem amado, mais correspondo ao amor.
Pois somos o reflexo quando nos olhamos ao espelho.
Entre caminhos sinuosos, há o convexo do reflexo.
Amado o teu poema, em pensamentos sóbrios.