https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

" NOITE DE OLHOS CANSADOS "

 
" NOITE DE OLHOS CANSADOS "
 


A noite avança
Com os olhos cansados
Silêncio da rua
É medonho e tristonho
Madrugadas das memórias veladas
Com lamparinas de azeite
Onde não se vê, que se sente, "mas"
Sente-se tudo o que se vê
Perderam a esperança dos bosques
Das serras nunca habitadas
Cada vez nascem menos deuses
Duendes, escondidos entre as fragas
Giestas, sobreiros, choupos
Cultivam os seus jardins floridos
Onde grita os ventos nos muros da noite
Toca o sino da torre da igreja
Almas em desespero, dos desafios
Cansaços, incertezas e destinos
De alguém que parte para nunca mais voltar.



Open in new window


╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

🐾
Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
1742
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
44 pontos
4
4
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
JBMendes
Publicado: 08/01/2014 17:26  Atualizado: 08/01/2014 17:26
Colaborador
Usuário desde: 13/02/2010
Localidade:
Mensagens: 5222
 Re: " Noite de olhos cansados "
Querida poetiza Isabel - Seu poema é expressivo e encantador
Você é uma grande poetiza. Acredite.
Um abraço com ternura
JBMendes


Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 20/07/2018 23:17  Atualizado: 20/07/2018 23:17
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade: Portugal
Mensagens: 602
 Re: " NOITE DE OLHOS CANSADOS "
Poema que manifesta a luta da solidão na natureza pura, de dois seres, o homem e o lobo, numa realidade nua e crua.