https://www.poetris.com/
 
Textos : 

(di)ana

 
a palavra ou a falta dela diana, escreve as estranhezas da minha, da tua e de todas as vidas e avenidas...
- da história.
estranho seria não estranhar, dar sentido único às vias e às formas de se dengar, por exemplo...
ou, então, estranhíssimo seria termos dois pés - um direito e um esquerdo - ao invés de dois esquerdos, para passarmos vergonha juntos, nos fins de uma noite tentando um tango ritmado por tropeções e gargalhos... estranho? estranho seria se o mundo não soubesse que toda cumplicidade nasce no descompasso de uma dança...
desestranhar portanto não é preciso, pois, esta palavra não existe. muito menos o conceito...
e se me permite sair desta introdução, me entranho terno e sucinto na cultura da tua dor, nos fundos da tua insônia. nas tuas poses fotográficas e na força que descobriu! e ah, principalmente na tua risada disparada...


Edilson José

 
Autor
Edilson José
 
Texto
Data
Leituras
655
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
sommerville
Publicado: 15/01/2014 21:11  Atualizado: 15/01/2014 21:11
Colaborador
Usuário desde: 21/08/2011
Localidade: Porto, Portugal
Mensagens: 1007
 Re: (di)ana Dil
Mais uma bela participação envolvida por um belo e mitológico nome.
Grato, amigo Dil.
Abração

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 16/01/2014 17:37  Atualizado: 16/01/2014 17:37
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: (di)ana
Dil querido,
Leio-te e tudo parece-me
tão lógico e lúcido, que
só posso aplaudir-te.
bj

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 16/01/2014 17:37  Atualizado: 16/01/2014 17:37
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: (di)ana
Dil querido,
Leio-te e tudo parece-me
tão lógico e lúcido, que
só posso aplaudir-te.
bj