https://www.poetris.com/
 
Datas Especiais : 

Luso, o meu e o teu secreto abrigo.

 
Parei um tempo para refletir
E sem jamais me querer despedir, pensei…
Quem aqui entra, jamais pode sair.
Aqui cheguei…um poeta livre, um trovador
Faminto de sonhos, amarrado pela saudade
Por ti chorei, por ti sorri…no gozo da minha faminta liberdade.

Confesso que por um tempo
Talvez descuidado, ou exageradamente cauteloso…
Mas se hoje aqui estou e por prazer vivo
É por tudo aquilo, que me dá mais gozo.

Tomei o teu tempo e tu tomas-te o meu
Como duas crianças, carentes…sonhamos
Despidos de preconceitos, brincamos
O melhor da vida, em nós aconteceu.

Com coragem, brindo a este dia
E na viagem dos poetas, vivo a mais lendária melodia
Livres sonhadores, corajosos guerreiros leais
Livres-pensadores, genuínos vencedores; imortais
De todas as raças, ou credos, meus admirados oradores
A quem eu amo e quero respeitar, cada vez mais.

Esculpida na rocha, a ferro e fogo
Está a tua, a minha, a coragem de todos nós
Através dos feitos, pelos quais também eu morro…
Sem nunca jamais, perdermos a nossa voz.

Se em ti está a força e a coragem para vencer
Vai em frente, corajosamente…sem nunca jamais nada temer.
 
Autor
fernandobarbosa
 
Texto
Data
Leituras
778
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
4
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 10/06/2014 03:17  Atualizado: 10/06/2014 03:17
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16211
 Re: Luso, o meu e o teu secreto abrigo.
Parabéns Poeta
Linda mensagem! Apreciei bastante! Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
saraabreu
Publicado: 10/06/2014 10:00  Atualizado: 10/06/2014 10:00
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2014
Localidade:
Mensagens: 2423
 Re: Luso, o meu e o teu secreto abrigo.
Um belo canto Fernando feito numa entrega total à poesia.
Realço estes lindos versos:

"Confesso que por um tempo
Talvez descuidado, ou exageradamente cauteloso…
Mas se hoje aqui estou e por prazer vivo
É por tudo aquilo, que me dá mais gozo."

Abraço
Luzia