https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Convergências

 



Sei que é tangível
a cumplicidade da palavra.
Clamo-a
agora mais do que nunca
para que nada mais se cumpra entre mim
e esta solidão cinza-violácea
que desce pelo anoitecer e respira
por dentro das paredes.
A saudade, tu sabes.
A casa embebida de longes.
A lentidão dos dias que passam.
A luz das pequenas coisas
simples e inadiáveis
suspensas nas intermitências da voz.
Espaços em branco
em redor do meu corpo. A fragmentarem
o movimento de um tempo que vem de fora
e demora a chegar.


maria

 
Autor
outonal_idade(s)
 
Texto
Data
Leituras
897
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
49 pontos
5
6
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 01/07/2014 00:32  Atualizado: 01/07/2014 00:32
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29152
 Re: Convergências
Palavras tangíveis que se buscam nos olhos da saudade os fragmento verdadeiro de um amor, junto a solidão.

lindo poema


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/10/2014 14:50  Atualizado: 26/10/2014 14:50
 Re: Convergências
curti o tom brando com q vc pincelou sua poesia,destaco essa parte q achei super bacana:
«A casa embebida de longes.
A lentidão dos dias que passam.
A luz das pequenas coisas
simples e inadiáveis
suspensas nas intermitências da voz.»


Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/ne ... ryid=273644#ixzz3HGLZ5cpL

obrigado pela leitura,bom domingo

Enviado por Tópico
boxer
Publicado: 11/04/2017 19:44  Atualizado: 11/04/2017 19:44
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2009
Localidade:
Mensagens: 716
 Re: Convergências
A experiência do tempo é um dos temas que mais me fascinam. Haverá melhor forma de o abordar do que a poesia?