https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

MARIONETAS╭✿ ♥

 
MARIONETAS╭✿ ♥
 
Somos marionetas
Submissas nas horas infinitas
Que ardem nos lençóis
Sem entenderem a poesia

Devaneios sem gestos
Cheios de delírios vagarosos
O silêncio dorme nos livros
Já lidos no cesto do quarto

Noites de insónia feitas em oração
Em preces que se repetem
Despertam uma utopia
Nos meus dias de calafrios

Onde os gemidos escorrem
Nas paredes cheias de suspiros
São noites despidas, naufragadas
Embriagadas do néctar raro

Lírios de beijos em flor
Suspirados no céu da tua macia boca
Vertigens poéticas, dos teus fluidos
Que denotam o meu lago

Descanso os minutos, das minhas horas
No desassossego das palavras
As grutas de fragas, de pedras
Do meu silêncio são a vertigem da poesia

Marionetas submissas
Nas horas infinitas
Nos lençóis sem entenderem a poesia.

🌹



╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

Você pode copiar, distribuir, exibir, executar
desde que seja dado crédito ao autor original.


O melhor caminho é aquele
Que apesar das pedras
Faz-te andar sempre em frente

╭✿ ♥🌹

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
1608
Favoritos
8
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
91 pontos
7
10
8
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/09/2014 17:02  Atualizado: 28/09/2014 17:02
 Re: Somos marionetas
mesmo em desassossego, sua poesia transmite uma paz q me fez bem, tb tive madrugadas assim,onde procurava ajeitar a bagunça dos pensamentos nos livros,grandes amigos.gostei muito de ler vc Isabel,obrigado


Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 28/09/2014 22:56  Atualizado: 28/09/2014 22:56
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6744
 Re: Somos marionetas
Parabéns!
Primeiro por tua
história de vida,
em resumo na assinatura,
e, pelo poema expressivo,
com imagens poéticas
com as quais me identifiquei.
abraço!


Enviado por Tópico
AntonioCosta
Publicado: 08/05/2020 14:40  Atualizado: 08/05/2020 14:40
Super Participativo
Usuário desde: 02/05/2020
Localidade:
Mensagens: 187
 Re: MARIONETAS╭✿ ♥
POEMA INVOLUNTÁRIO

Decididamente a palavra
quer entrar no poema e dispõe
com caligráfica raiva
do que o poeta no poema põe.

Entretanto o poema subsiste
informal em teus olhos talvez
mas perdido se em precisa palavra
significas o que vês.

Virtualmente teus cabelos sabem
se espalhando avencas no travesseiro
que se eu digo prodigiosos cabelos
as insólitas flores que se abrem
não têm sua cor nem seu cheiro.

Finalmente vejo-te e sei que o mar
o pinheiro a nuvem valem a pena
e é assim que sem poetizar
se faz a si mesmo o poema.

Natália Correia, in "O Vinho e a Lira"


Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 23/11/2020 15:10  Atualizado: 23/11/2020 15:10
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade:
Mensagens: 1298
 Re: MARIONETAS╭✿ ♥
Um poema que descreve o desarrumo dos pensamentos, onde os desassossegos da mente pairam como líquidos a fluírem num caminho cheio de pedras e obstáculos, mas com a firmeza e a perseverança consegue-se alcançar a paz e a arrumação desejada em orações de crença e fé.