https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

PÔR DO SOL

 
Tags:  solidão  
 
PÔR DO SOL
 
Estou tão cansada de sonhar
Das flores que eu amo, secaram
Morreram no jardim da saudade
De sentir na alma uma tempestade
Num abrir e piscar de olhos
De uma obscuridade palpável
Em duelos feitos de cúpulas na noite
Refeitos em pérolas, diamantes
Pôr do sol em fluxos turbulentos
Há sempre um demônio que vive entre nós
Mesmo quando o sol se põe no horizonte
Cuja alma pertence ao inferno
Estou cansada dos sonhos que desfalecem
Amar as coisas que não são eternas
De confiar e esperar por novos sonhos
Estou cansada, tão cansada
De todas as lágrimas perdidas, esquecidas.


Open in new window

Open in new window


╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso


Isabel Morais💖 Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
904
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
42 pontos
2
4
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 16/03/2018 21:43  Atualizado: 16/03/2018 21:43
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade: Portugal
Mensagens: 624
 Re: PÔR DO SOL
Os sonhos alimentam a alma e dão asas à inteligência. É no solo fértil da memória que semeamos os sonhos.
Com os nossos sonhos fazemos da derrota o pódio para a vitória, é no palco da vida que recebem-se os aplausos.