https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Amores Mundanos

 
Tags:  ilusão    enganos  
 
Amores Mundanos

Que me importam amores mundanos,
honrarias e prazeres ufanos,
promessas falsas de eternidade,
se, em meu redor, felicidade
me atinge num vigor imortal
me eleva numa arte conjugal?

Que me dessedenta do torpor
de tempos febris e buliçosos,
almejando doação total,
sem receber, de outro ser mortal
mergulhado em prantos ciosos
só o cárcere do seu rancor?

Em redor, meu olhar se liberta,
vagueando em parte incerta,
onde a natureza se conjuga,
escondendo de mim esta fuga.

Em redor, as montanhas e céus
acasalam, em dança de véus,
matizados dos verdes tocante
anilados. Eu sou seu infante.


Poet@ sem Alm@
João Loureiro


Open in new window

Lisboa, 03/06/2015
 
Autor
Poeta.sem.Alma
 
Texto
Data
Leituras
675
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
36 pontos
4
4
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/06/2015 20:55  Atualizado: 04/06/2015 20:55
 Re: Amores Mundanos
Gostei imensamente da leitura poeta.

Linda poesia!

Abraços,

*Anggela*


Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 04/06/2015 23:23  Atualizado: 04/06/2015 23:23
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5282
 Re: Amores Mundanos
Poeta, ao meu ver, um dos seus melhores. Apreciei demais.

Bjo

Marys