https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Relacionamentos : 

Desvarios Virtuais

 
Tags:  desvario  
 
Desvarios Virtuais

Quando a ilusão
do impossível
nos toca, tirana,
vêm os desvarios
da mente insana
na busca de amores,
prostituídos de valor,
gerados no vazio irreal.

E a ilusão se esvai,
esfuma-se de loucura
e se vai... Sem olhar...
Por isso, a desilusão
é uma não existência
que desculpa somente
a dor ferina do erro
que perjurou a alma.

Quem, na virtualidade,
se desfaz em desejos
e fantasias eróticas,
certo é, lentamente,
sente a mentira vil
na podridão das almas;
a sua, que não vive já,
e outra que jaz morta.

Ah, amores transcendentais,
fruto proibido de amantes
da solidão e de mil sonhos
movidos pelo terror feroz
da perdição de Eva e Adão.
Que maldito artefacto algoz
vos move na tortura extrema
de meu frágil ser corrompido?


Poet@ sem Alm@
João Loureiro


Open in new window

Lisboa, 09/06/2015
 
Autor
Poeta.sem.Alma
 
Texto
Data
Leituras
316
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
2
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/06/2015 20:00  Atualizado: 09/06/2015 20:00
 Re: Desvarios Virtuais
Poeta,

Um desabafo eloquente!

A virtualidade conduz-nos a sentimentos errôneos e desvarios inimagináveis!

Muito profundo!

Abraço,

*Anggela*