https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Solidão : 

Noites Sós

 
Tags:  solidão    guerra  
 
Noites Sós

Noites acordadas e sós,
Terrores, partos de dor,
E desejos amordaçados,
Banho na chuva vertida.

Só de braços ternos,
Fome e sede de amor,
Danças monólogas,
Guerreiras, loucas,

Que a chuva não lava.
Nem arrefece o calor,
Sôfrego de sorrisos,
De beijos e carícias.

Danças em círculos,
Risos histéricos
E loucos ritmados
Esparramam-se no chão,
Sobre ossos convulsos,
Em résteas de vida
Pretendentes à minha carne.

Noites de fantasmas,
Fardas sujas e rotas,
Armas destruídas
E fumegantes de morte.

Noites sós, noites infindas,
Que me cercam atrozes,
E nem as estrelas no céu,
iluminam o caminho.
Até os meus passos
Ao acaso do escuro
São cativos do silêncio,

E meus olhos fitam o escuro,
De tantas noites sós,
Tentando sonhar com amor,
Afastando os demónios,
Confundindo os infernos,
E, contigo, voando aos céus.

Tantas, tantas noites sós,
Onde os sonham imperam
E me impregnam de horrores…


Poet@ sem Alm@
João Loureiro


Open in new window

Lisboa, 15/07/2015.
 
Autor
Poeta.sem.Alma
 
Texto
Data
Leituras
580
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
28 pontos
6
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 15/07/2015 14:25  Atualizado: 15/07/2015 14:25
 Re: Noites Sós
Uma bela poesia!


Enviado por Tópico
Marcyflor
Publicado: 15/07/2015 19:57  Atualizado: 15/07/2015 19:57
Da casa!
Usuário desde: 13/07/2015
Localidade:
Mensagens: 328
 Re: Noites Sós
Noite solitária,mas que rendeu um belíssimo poema que toca a alma e coração do leitor...!

Poeta,felicitações,amei!

Paz e luz em sua noite!

Open in new window


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/07/2015 00:54  Atualizado: 16/07/2015 00:54
 Re: Noites Sós
Belíssimo poema, Deu até medo dos horrores da solidão...
Bom ler-te!
Obrigada pelo momento.