https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

NOITE VIOLENTA ESTA 🌹👒

 
NOITE VIOLENTA ESTA 🌹👒
 

Que noite violenta esta, perdi-me de mim
Foi levada, arrastada, num cruel sonho
Engoli o pó desta minha solidão tardia
Procurei por mim, forte me fiz de mim

Deu-me um nó na garganta da dor incerta
Ao ver ser retirada do corpo a minha alma
Sem carne senti-me nua num pobre cadáver
Andava sem rumo entregue a própria sorte

Sem saber que haja alguém que se importe
Vagueei ausente de tudo na incerteza da vida
Da pessoa obstinada que sempre foi e sou
Escondida de mim, a procura de si próprio

Mau sonho na liberdade perdida aprisionada
Flutua imagina num vivo cadáver acorrentado
Num conflito infinito a alma perturba a realidade
Grita, sem já mais ser ouvida, noite violenta esta.


🌹👒


╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

Você pode copiar, distribuir, exibir, executar
desde que seja dado crédito ao autor original.


🌹🌻👒
Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
861
Favoritos
7
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
85 pontos
9
10
7
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
s.i.s
Publicado: 18/12/2015 16:23  Atualizado: 18/12/2015 16:23
Muito Participativo
Usuário desde: 01/12/2015
Localidade: São Paulo
Mensagens: 85
 Re: NOITE VIOLENTA ESTA
Quando o terror, o espanto da perdição se apossa da mente e essa se deixa ser induzida,dificilmente a alma consegue falar mais alto,chamando para a realidade do é para ser,é difícil mas não impossível.
Noites assim... Quando vencidas,merecem um depositário profundo sem chaves para o abrir, o periclitante é a dor... Essa dor traiçoeira e sem modos,que não dá descanso e se faz de mal ouvida não é?


Enviado por Tópico
CarolinaFonseca
Publicado: 15/04/2020 20:58  Atualizado: 15/04/2020 20:58
Da casa!
Usuário desde: 15/08/2018
Localidade:
Mensagens: 331
 Re: NOITE VIOLENTA ESTA 🌹👒


Enviado por Tópico
JosefaVG1
Publicado: 16/04/2020 18:58  Atualizado: 16/04/2020 18:58
Participativo
Usuário desde: 28/02/2020
Localidade:
Mensagens: 37
 Re: NOITE VIOLENTA ESTA 🌹👒
Poetisa
Há noites assim....


Enviado por Tópico
marylouise
Publicado: 27/05/2020 11:12  Atualizado: 27/05/2020 11:12
Super Participativo
Usuário desde: 26/05/2020
Localidade:
Mensagens: 130
 Re: NOITE VIOLENTA ESTA 🌹👒
Maria essa noite deu-me um nó na garganta
mas quem já não teve noites destas
eu já tive e muitas infelizmente é a vida

Beijinhos com saudade amiga

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 16/10/2020 23:04  Atualizado: 16/10/2020 23:28
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade:
Mensagens: 1347
 Re: NOITE VIOLENTA ESTA 🌹👒
Choros e decepção na noite
Pensamentos que atormentam entrando dentro da noite.
Para isso nenhuma explicação.
Muita pergunta sem resposta
Mas que maluca paixão, nessa noite violenta nua e crua.


Enviado por Tópico
AntonioCosta
Publicado: 26/02/2021 09:32  Atualizado: 26/02/2021 09:32
Da casa!
Usuário desde: 02/05/2020
Localidade:
Mensagens: 245
 Re: NOITE VIOLENTA ESTA 🌹👒
Na Noite Terrível

Na noite terrível, substância natural de todas as noites,
Na noite de insônia, substância natural de todas as minhas noites,
Relembro, velando em modorra incômoda,
Relembro o que fiz e o que podia ter feito na vida.
Relembro, e uma angústia
Espalha-se por mim todo como um frio do corpo ou um medo.
O irreparável do meu passado — esse é que é o cadáver!
Todos os outros cadáveres pode ser que sejam ilusão.
Todos os mortos pode ser que sejam vivos noutra parte.
Todos os meus próprios momentos passados pode ser que existam algures,
Na ilusão do espaço e do tempo,
Na falsidade do decorrer.

Mas o que eu não fui, o que eu não fiz, o que nem sequer sonhei;
O que só agora vejo que deveria ter feito,
O que só agora claramente vejo que deveria ter sido —
Isso é que é morto para além de todos os Deuses,
Isso — e foi afinal o melhor de mim — é que nem os Deuses fazem viver ...

Se em certa altura
Tivesse voltado para a esquerda em vez de para a direita;
Se em certo momento
Tivesse dito sim em vez de não, ou não em vez de sim;
Se em certa conversa
Tivesse tido as frases que só agora, no meio-sono, elaboro —
Se tudo isso tivesse sido assim,
Seria outro hoje, e talvez o universo inteiro
Seria insensivelmente levado a ser outro também.

Mas não virei para o lado irreparavelmente perdido,
Não virei nem pensei em virar, e só agora o percebo;
Mas não disse não ou não disse sim, e só agora vejo o que não disse;
Mas as frases que faltou dizer nesse momento surgem-me todas,
Claras, inevitáveis, naturais,
A conversa fechada concludentemente,
A matéria toda resolvida...
Mas só agora o que nunca foi, nem será para trás, me dói.

O que falhei deveras não tem sperança nenhuma
Em sistema metafísico nenhum.
Pode ser que para outro mundo eu possa levar o que sonhei,
Mas poderei eu levar para outro mundo o que me esqueci de sonhar?
Esses sim, os sonhos por haver, é que são o cadáver.
Enterro-o no meu coração para sempre, para todo o tempo, para todos os universos,

Nesta noite em que não durmo, e o sossego me cerca
Como uma verdade de que não partilho,
E lá fora o luar, como a esperança que não tenho, é invisível p'ra mim.

Álvaro de Campos, in "Poemas"
Heterónimo de Fernando Pessoa