https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

FADOS E BECOS

 
FADOS E BECOS
 

O corpo adivinha as sensações já vividas
Experimenta as dores profundas e velozes
A carne tem um fraco pelas orgias da noite
Sou levada pela saudade cravada em mim

Sente-se dor nos ossos, tudo que não vivi
Vislumbrei-me em fado nos becos nocturnos
De tramas, de mentiras, de olhares já tóxicos
Lua de desejos sob a penumbras madrugadas

Saudade da solidão, nocturnas noites diluídas
Gelo esgotado nas gandaias dos sonhadores
Raiadas nos olhos, sono pelo avesso espelho
Luzes frias, som em fúria, de um sino tocado.🌹


Open in new window


╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

🌹
Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
749
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
51 pontos
7
6
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/12/2015 14:13  Atualizado: 30/12/2015 14:13
 Re: FADOS E BECOS
Isabel, parabéns. bom ano de 2016.


Enviado por Tópico
martims
Publicado: 30/12/2015 16:56  Atualizado: 30/12/2015 16:56
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6798
 Re: FADOS E BECOS
A carne sente aqueles insanos momentos que o desejo para se fure cem sempre em um aquilo onde os os corpos se fundem tocados pelos divos da vida.

Open in new window

Enviado por Tópico
martims
Publicado: 30/12/2015 16:57  Atualizado: 30/12/2015 16:57
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6798
 Re: FADOS E BECOS
A carne sente aqueles insanos momentos que o desejo para se fure cem sempre em um aquilo onde os os corpos se fundem tocados pelos divos da vida.

Open in new window


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 31/12/2015 00:18  Atualizado: 31/12/2015 00:18
 Re: FADOS E BECOS
Muito bom!