https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Tons de terra

 

Poder explicar as formas densas
que caem das paredes. Tons de terra
a estenderem as raízes das palavras.

A luz
a atravessar as poeiras do silêncio. Partículas
invisíveis a mancharem de penumbra

a folha que seria imaculada. O aroma limpo
da magnólia a transportar um sorriso em fuga. O tempo

doce. Adormecido. No interior
dos afetos mais generosos e sinceros.
A leve respiração do amor.

Os teus olhos de avelã
mãe
a serem o fio de voz
que me segura o olhar.


maria

 
Autor
outonal_idade(s)
 
Texto
Data
Leituras
281
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
2
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Margô_T
Publicado: 27/06/2016 10:32  Atualizado: 27/06/2016 10:32
Da casa!
Usuário desde: 27/06/2016
Localidade: Lisboa
Mensagens: 277
 Re: Tons de terra
E eis que um poema me traz toda a Natureza revestida dos seus múltiplos tons e imperceptibilidades…
Magnífico poder ver esta luz a atravessar as “poeiras do silêncio”.
Porém, o que mais prevalece após a leitura, é a limpidez do teu verso, não havendo margem para penumbras. Apenas a constatação de que há um “fio de voz” que te conduz o poema, como um maestro que tem plena noção dos movimentos que faz e dos efeitos que produz.