https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Estações

 

Não sei onde começa não sei onde se acaba
a rua onde me ajeito. Sei os pássaros
que entreabrem as janelas
e o cansaço do silêncio que ateia o fim da tarde
na cal das fachadas.

Dobro as estações para além
de horas impalpáveis
cruzo muros e sombras alagadas
transponho os limites de um oceano
a que não pertenço.

Corro corro corro
não sei o fim da rua onde me aceito
e sou ontem
vento
rio
pedra
de ontem
dentro do teu peito.



maria

 
Autor
outonal_idade(s)
 
Texto
Data
Leituras
253
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
6
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/07/2016 10:25  Atualizado: 29/07/2016 10:25
 Re: Estações
Ah, Maria!
Amo tua pena( mão)
Minha alma se deleita ao passear por "estações".

Grata pela partilha, amiga.

abraços/carinho.


Enviado por Tópico
MaryFioratti
Publicado: 29/07/2016 11:21  Atualizado: 29/07/2016 11:21
Colaborador
Usuário desde: 09/02/2014
Localidade:
Mensagens: 2376
 Re: Estações
Maravilhoso! Como todos seus poemas!

Abracos!

*Mary Fioratti*


Enviado por Tópico
Juvenal Nunes
Publicado: 29/07/2016 11:29  Atualizado: 29/07/2016 11:29
Da casa!
Usuário desde: 28/07/2013
Localidade: Douro Litoral
Mensagens: 438
 Re: Estações
Também o amor é transversal a todas as estações, desde que a reciprocidade de sentimentos derrube os muros da incomunicabilidade.
Um belo poema.
Saudações bárdicas,

Juvenal Nunes