https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

TOLICES

 
Tags:  amor    luciano    cerrado; poesia    Spagnol; poeta    Araguari    Goiás    Minas  
 
Não se atenhas nas vãs tolices
onde o valor é de mero acaso
e que no fado imprime atraso
e na lucidez pascácias burrices

Não tenhas pelo juízo descaso
só bons intuitos trazem ledices
pois futilidades são só sonsices
e na vida se tem um curto prazo

Sê sensato, saia das mesmices
não gaste o tempo criando caso
nem tão pouco com tagarelices

Tudo é precioso, e o mérito é raso
pra desperdiçar com parlapatices
pois o banal pode virar compraso

Luciano Spagnol
agosto, 2016
Cerrado goiano
Poeta mineiro do cerrado


"Sou alma do cerrado, pé no chão, do Triângulo, do chapadão... Pão de queijo com café, fogão de lenha,das vilas ricas, arraiais, sou filho de Araguari, das Gerais".
Luciano Spagnol




 
Autor
LucianoSpagnol
 
Texto
Data
Leituras
287
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.