https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Saudade

 
Caminho repartida
por entre longes e metamorfoses do tempo. Envelhecendo
pólen e certezas
ecos das brisas que me sobram
de uma janela que cresceu
voltada para sul.

Desenho nas paredes
os rostos e os fascínios
por onde passa o coração da casa

ou talvez apenas
os sinais prometidos
do gesto circular dos regressos.

No calendário das solidões
o voo migrante das primeiras folhas.

Sigilosamente interrogo o verde breve de setembro.

Raízes de ausências
lugares de ruas desabitadas

retornam vazias
as minhas mãos.



maria

 
Autor
outonal_idade(s)
 
Texto
Data
Leituras
296
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
10
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nininha
Publicado: 02/09/2016 23:13  Atualizado: 02/09/2016 23:13
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2016
Localidade:
Mensagens: 1717
 Re: Saudade P/ outonal_idade(s)
Olá Maria;
As metamorfoses são constantes, mas a saudade é dor que o tempo não leva e as mãos retornam sempre vazias...
Obrigada por mais uma partilha divinamente bem escrita.
Parabéns


Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 03/09/2016 06:31  Atualizado: 03/09/2016 06:31
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1579
 Re: Saudade
Maria - Outonal_idades com um poema com cheiro a outono.
Um outono do ano, quiça um outono da vida?
Com a partida da força do verão agosto, chega a maturidade serena de setembro, os dias ainda mornos, as folhas caídas que adubam as terras...
A meia estação do declínio mas ainda cheia de vigor!

O "verde breve de setembro" (boa imagem) é realmente um travo de primavera donde vieram as recordações, as melhores, pelo menos, e que guardas nas memórias do coração da casa que és, e vá, somos...

Obrigado
Bj


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/09/2016 12:23  Atualizado: 03/09/2016 12:23
 Re: Saudade
Linda poesia Maria!


Enviado por Tópico
atizviegas68
Publicado: 04/09/2016 15:14  Atualizado: 04/09/2016 15:14
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2014
Localidade: Açores
Mensagens: 1360
 Re: Saudade
Aprecio imenso esse caminho de "metamorfose" de Setembro. "As brisas que sobram na janela" numa despedida do astro-rei.
E, no "calendário das solidões" o tempo que se toma nas estações e em nós espreita-nos "caminho" , nas "ausênias" e nas mãos".
Gostei imenso da leitura. Obrigada.

Gosto imenso da sua forma de expressão, tocante e quente.
Um abraço


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/09/2016 19:00  Atualizado: 08/09/2016 19:00
 Re: Saudade
Maria,

Impossível passar aqui e não ler-te.

Como eu gosto da forma como escreves...é lindo demais!

Um beijo maria,

Anggela