Poemas : 

Beijo e deleite

 
Tags:  amor  
 
 
Vem, orla salgada de seus cabelos,
Flutuo, na noite foragida, na intenção de voar,
Em tua pele nua ouso a duvidar de ti;
Apenas me abandono,
Se amo, sei que vou amar,
Pois, fluo em grãos de areia e espuma do teu mar,
Onde me deixas salgar com esse teu gosto,
O paladar do tempero em seu corpo,
Que nos faz suar...

Sinto que adentro em degredo
a profanada profusão de teus pelos;
Tua nuca, os cabelos, a face,
Em convulsão, bate esplanada, branca e calma,
Arrepiando-se em toques dos meus dedos;
O que são?
Sorrisos, amada,
no coração de maré deixando a praia
por caminhos de que és em mim provocação...

Cálice que enche minha boca,
Quando vais, e não és mais espuma,
Nem areia, nem sal,
És um ser Elemental,
Do beijo com gosto de alma tão sofrida,
Quando ao fim do dia ,
Vejo o rastro, lento e triste de sua partida,
marcando as ondas,
Rimando-te, Sereia , com o meu navegar...

Roubo-te das horas,
Das coisas que não tem fim,
És para mim essa saudade
O rosto morno do meu abraço,
A sede que mata em meu cansaço,
Em vaso de flores, camélias ou margaridas,
Pelos campos repletos de frutos,
Florindo minhas estradas;
Roubo-te,
Como lembrança de um momento
Pois sabes que jamais serás,
Nem entornaras no vaso imperfeito do esquecimento,
Como aquela estrela de brilho intenso,
Deflagra no ar seu infinito e nunca morre,
Assinto por ti essa necessidade,
Ainda que estranho, enfermo, e aflito,
Guardo-te no ermo de sua invasão,
Onde sou a cara triste da metade do peito,
que te expõe lua,
Vagando descontente pela graça do infinito,
em toda reclusão,
Como flor liberta, agora que és beijo e deleite..





Se houver um amor verdadeiro você perceberá a harmonia,
O Universo nos dá a chance de comungar,
Se existe amor, o Universo nos dá a chance de perceber
que não podemos ser “unos” e assim ele se transforma no Multiverso,
Ele nele que o diálogo com o todo acontece,
É nele que a noite as estrelas vem beijar a sua face.
No Universo existe a paixão pelas coisas,
A paixão é como um fósforo, uma chama alta,
Repentina e breve, no Multiverso o amor é como a chama de uma vela
Quente e duradoura, tanto que é usada para iluminar
Uma oração, ou o caminho dos que partiram e precisam de luz...

É no Multiverso que você percebe que quanto mais se dá, se mais recebe,
Certa vez durante a inauguração de um parque ecológico
Fiquei meditando próximo a um grande lago,
E em toda a extensão a volta do lago, com sua grama devidamente aparada
Havia apenas uma flor,
E eu estava justamente ao lado dela,
Quando comecei a meditar houve um envolvimento tal,
Que me tornei a flor, por um tempo eu fui a flor,

E me senti numa dimensão extra, devido a sua comunhão e sensibilidade,
Partilhando a terra e o ar e os seres a minha volta,
Com Uma paz imensa e por um tempo fui só doação, e entrega.
Hoje me aproximo do Multiverso feminino, onde os homens
Não conseguem compreender onde vivem as mulheres,
Vejo o quanto se assemelham as flores;
Quando escrevi nuance feminina,
Queria ter agradecido entre tantas Poetisas maravilhosas do Luso , em especial
A Volena,e recentemente Angeline e Maria Lucia por demonstrarem que o amor é uma linguagem
cultivada no coração e na alma.
E assim, podemos viver mil anos e continuarmos a nos encantar com o amor.

 
Autor
johnmaker
Autor
 
Texto
Data
Leituras
153
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
2
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
*Anggela*
Publicado: 30/01/2017 09:57  Atualizado: 30/01/2017 09:57
Colaborador
Usuário desde: 22/04/2015
Localidade:
Mensagens: 2650
 Re: Beijo e deleite
Um poema arrasador e amoroso.

Uma declaração de amor, que somente ao Universo, cabe o entendimento das palavras.

Lindo john!

Parabéns querido poeta!

Beijo,

Anggela

Enviado por Tópico
atizviegas68
Publicado: 30/01/2017 12:30  Atualizado: 30/01/2017 12:30
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2014
Localidade: Açores
Mensagens: 974
 Re: Beijo e deleite
Um regalo ler o seu poema.

A beleza que nos oferece é grandiosa:
"Se houver um amor verdadeiro você perceberá a harmonia,"

e pela partilha e sensibilidade que nos demonstra: "E me senti numa dimensão extra, devido a sua comunhão e sensibilidade,"

Gostei muito. Parabéns!

Um abraço