https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Perdoa tanto, tampouco ...

 
Perdoa tanto, tampouco ...
 






Perdoa por valorizar o vaso
Não o conteúdo do mesmo
A lua e não o branco luzeiro
Os dedos e não a ânsia

Perdoa valorizar o peso
E não ser o balanço dos teus
Medos e receios, perdoa
O esforço sem alcançar

A beleza que de tu'alma vem
A memória curta e o teu
Vago cheiro em mim,
Quase mineral e mágico

Sim, perdoa a mágoa e os beijos
Que não dei nem a ti
Nem a outrem porque nem tento,
A indecisão do caminho

Que levo e porque não
Posso ser levado pla mão tua
Nem quero, perdoa
Este inverno sem calor profundo

E porque fiz da ceara tua
Meu prado, perdoa por isso
E sobretudo a convicção
Com que digo o que minto,

Perdoa se sou desatento
Pois me doi no rosto teu
O sentimento que tudo é vão
E o fumo é o espelho

Nada resta que não seja
Pedir perdão e desabotoar
Do peito a mágoa de não
O poder ter porque não sinto

Talvez direito a tê-lo cá dentro
Tão tanto, tampouco
É um desejo de mim mesmo
Ou teu...




Joel Matos (03/2017)
http://joel-matos.blogspot.com


Joel Matos , aliás namastibet

 
Autor
Joel-Matos
 
Texto
Data
Leituras
1250
Favoritos
6
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
77 pontos
15
7
6
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 05/03/2017 09:57  Atualizado: 05/03/2017 09:57
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1928
 Re: Perdoa tanto, tampouco ...
Open in new window

Enviado por Tópico
oceanico
Publicado: 05/03/2017 10:42  Atualizado: 05/03/2017 10:42
Da casa!
Usuário desde: 19/11/2014
Localidade:
Mensagens: 292
 Re: Perdoa tanto, tampouco ...
Palavras que vem dos ventos, entrando pelo mar dos olhos onde as ondas choram as marés de uma dor ufana. O tempo ele traduz aquele tudo somando-se ao destino.

oceanico




Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 05/03/2017 19:40  Atualizado: 05/03/2017 19:40
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2662
 Re: Perdoa tanto, tampouco ...
Belíssimos versos.

Parabéns!!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 31/05/2017 01:57  Atualizado: 31/05/2017 01:57
 Re: Perdoa tanto, tampouco ...
Um hipnótico stream of mea culpa, com versos outra quebrados continuando o sentido do anterior. Gosto de poética que faz sentido, não é mera sucessão de meias sentenças desconexas. Se não te dou a devida atenção, é porque jorras mais versos que posso acompanhar. Mas do que leio, gosto.

Acompanhei seu protesto sobre fechar uma das contas - Joel Matos ou Jorge Santos? Não sou fã de heterônimos e clones, mas parecem sempre calhar para movimentar websites de outra forma relativamente vazios. Em todo caso, pessoalmente eu preferiria ler a um só autor (ou heterônimo ou pseudônimo que seja)

Ainda, sou daqueles que prestam atenção no vaso. Há vasos decorativos, com nada plantado, sua pura beleza plástica basta. E há os que são mero acessório para o que contém. Já de se apreciar a ambos...



Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 07/06/2017 17:16  Atualizado: 07/06/2017 17:16
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1928
 Mea Culpa
Open in new window




Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 19/08/2017 19:52  Atualizado: 19/08/2017 19:52
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1943
 Re: Perdoa tanto, tampouco ...
Open in new window