https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

À dimensão do horto ...

 
À dimensão do horto ...
 







A dimensão do consciente
Não é fixa nem muda,
Apenas o pensamento mudo,
Ao pensar, consciente de tudo

E do cosmos todo mas apenas
Na dimensão que me moldou
Em outra não ... ou não todo eu,
O coração é d'outra coisa fora,

Doutra forma, dess'outro mundo
Sem céu, que não se explica,
O que tenho de bom é que
Me acomodo ao instinto

Como se fossem aguas paradas
Quietas, o que me inquieta
Inclui e cria, encanta o que há em mim
Do universo outro,

O que não faria pra me tornar
Paisagem dispersa, disperso eu
Que penso, pensando possa ser jardim
Secreto onde dentro me deite.

A dimensão do consciente
Não é fixa nem muda,
Em mim muda e sente alquimia
Em gente, gemas e opalas

Enquanto que, de ouro nada
Uso nem mais caro nem tão belo,
Sou o que penso, enganado
Plo que vai acontecer no fim,

O que mudou foi a veste
Que me cobre, cobriu um estranho
E agora eu, que me descobri
Consciente, lúcido quanto a mim,

Ouro falso e sem lei segundo
Quem me lê, que me não creio
Bem e me finjo de ser Rei Santo,
Assim as ramagens me falassem

Do alto e com os braços esticados,
Do monte, ainda as tento escutar
Impaciente, no meu mando
De alquimista fixo ao chão,

À dimensão do mundo, do horto,
À dimensão de tudo, do instinto,
Do consciente, do outro, do monte
Da ramagem, do horizonte, da paisagem,

À dimensão da Aorta-da-gente ...








Joel Matos (09/2017)
http://joel-matos.blogspot.com




Joel Matos

 
Autor
Joel-Matos
 
Texto
Data
Leituras
505
Favoritos
5
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
68 pontos
14
7
5
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 07/09/2017 11:07  Atualizado: 07/09/2017 11:07
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal, Portugal, Azeitão
Mensagens: 1463
 Re: À dimensão do horto ...
Open in new window

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 07/09/2017 11:09  Atualizado: 07/09/2017 11:12
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal-Azeitão, Portugal
Mensagens: 1440
 Re: À dimensão do horto ...
Open in new window

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 07/09/2017 11:10  Atualizado: 07/09/2017 11:10
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal-Azeitão, Portugal
Mensagens: 1440
 Re: À dimensão do horto ...
Open in new window

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 07/09/2017 11:12  Atualizado: 07/09/2017 11:12
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal-Azeitão, Portugal
Mensagens: 1440
 Re: À dimensão do horto ...
Open in new window

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/09/2017 12:39  Atualizado: 07/09/2017 12:39
 Re: À dimensão do horto ...
Deus abençõe seus pensamentos para que continue escorrendo pelas suas mãos, textos perfeitos. Grande bj.


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 07/09/2017 12:48  Atualizado: 07/09/2017 12:48
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 14564
 Re: À dimensão do horto ...
Caprichou em suas divagações e dúvidas e nos levou junto contigo em seu costado. Muito bom. Abraços, Joel.


Enviado por Tópico
atizviegas68
Publicado: 08/09/2017 07:18  Atualizado: 08/09/2017 07:19
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2014
Localidade: Açores
Mensagens: 1343
 Re: "O Amor Bate na Porta"
"O amor bate na porta
o amor bate na aorta,
fui abrir e me constipei.
Cardíaco e melancólico,
o amor ronca na horta
entre pés de laranjeira
entre uvas meio verdes
e desejos já maduros."

Carlos Drummond de Andrade, in 'Brejo das Almas'
http://www.citador.pt/poemas/o-amor-b ... arlos-drummond-de-andrade




Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 11/09/2017 11:56  Atualizado: 11/09/2017 11:56
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12045
 Re: À dimensão do horto ... P/Joel-Matos
Ó aorta onde corre a seiva
és a horta multifacetada
onde se cria e semeia tudo
daí vêm os diversos frutos
azuis, contidos no farto sótão
de um cérebro tão sortudo!

Guardei, gostei como sempre, extraordinário! Vó