https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Pois que eu desapareça .

 
Pois que eu desapareça .
 



Pois que eu desapareça.

Anseiam por noticias da minha morte,
Dou-vos o estéril, devo-vos a dor
Que não me vem, não a tenho real,
Essa não, o real é sal e eu só sou um tal,

Anseiam por notícia da minha morte,
Pois que guardem a vida vossa a sete,
Oito trancas, pois eu não morri no começo,
Nem morrerei no final do acto, só depois,

Esta minha alma fria é aço e não chora
Com o nascer do dia, nem morre agora
Com o ultimo bocado do sol, pra morrer ´
É preciso somente parar de sonhar

E eu não paro, canto até me deixar dormir
Ou quando não tiver mais remédio,
Como outros estéreis, ou vontade de viver,
Que a tenho de real e imensa,

Anseiam por noticias da minha morte,
Dou-vos a agonia minha em prosa
E o sal provém desta lágrima que teima
Em não parar, é realmente água falsa

E flui, fluirá depois que eu desapareça...




Jorge Santos (04/2017)
http://namastibetpoems.blogspot.com


 
Autor
Jorge-Santos
 
Texto
Data
Leituras
1155
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
47 pontos
13
5
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 14/03/2017 14:51  Atualizado: 28/04/2018 09:49
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade:
Mensagens: 1822
 Sou joio ainda que gente







Sou joio ainda que gente
Frouxos parafusos em vez
De pés e mãos e dentes
Do abismo me seguram tremendos

Arames e pentes, esperanças
Sequer, nem tem de ser urgente
Transgénico trigo, só joio eu nem soja
Sou






Open in new window


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/03/2017 15:00  Atualizado: 14/03/2017 15:00
 Re: Pois que eu desapareça
Será que desejam sua morte? Eu não!!!!
Quero seguir-te lendo.

Abraço


Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 14/03/2017 16:50  Atualizado: 14/03/2017 16:50
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6400
 Re: Pois que eu desapareça
Se isso acontecesse
eu te poria em meu colo
e te afagaria a face e te diria
o quão és importante
...para muitos aqui.
Ray Nascimento
Open in new window




Enviado por Tópico
rosemari
Publicado: 14/03/2017 22:07  Atualizado: 14/03/2017 22:07
Da casa!
Usuário desde: 17/03/2008
Localidade: Paraná
Mensagens: 266
 Re: Pois que eu desapareça
Pois que vivas intensamente, entre sóis e luas, alguma chuva e estrelas, poemas e amores.




Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 30/05/2017 18:30  Atualizado: 13/08/2018 09:06
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade:
Mensagens: 1794
 Re: Pois que eu desapareça ...



Quando Vier a Primavera
Quando vier a Primavera,
Se eu já estiver morto,
As flores florirão da mesma maneira
E as árvores não serão menos verdes que na Primavera passada.
A realidade não precisa de mim.

Sinto uma alegria enorme
Ao pensar que a minha morte não tem importância nenhuma

Se soubesse que amanhã morria
E a Primavera era depois de amanhã,
Morreria contente, porque ela era depois de amanhã.
Se esse é o seu tempo, quando havia ela de vir senão no seu tempo?
Gosto que tudo seja real e que tudo esteja certo;
E gosto porque assim seria, mesmo que eu não gostasse.
Por isso, se morrer agora, morro contente,
Porque tudo é real e tudo está certo.

Podem rezar latim sobre o meu caixão, se quiserem.
Se quiserem, podem dançar e cantar à roda dele.
Não tenho preferências para quando já não puder ter preferências.
O que for, quando for, é que será o que é.

Alberto Caeiro