Poemas : 

Pérola

 
Tags:  amor  
 
 

...chama-me o ar, lua de transparência âmbar,
Preciso saber como tu eras,
pois quero respirar e não consigo,
Tiraste-me as respostas
ponderadas em caprichosas estrelas,
Aldebarã, Vênus, Ursa polar...
Ei-las a me encantar com seus pensamentos,
e tormentos que em minha mão se implantam,
Querendo conspirar ,
com o céu refletido em seus olhos;
És a segunda metade do que sinto,
me completa, brilhando em perfeita constelação.

Sendo a fruta madura a alma do seu desejo,
E o meu devaneio um breve rufar de asas,
como simples pestanejar ;
Assim, dá-me febre conceituando o âmbar do peito,
Inventando um buquê de flores
dentro de nossos sonhos,
Para te ofertar num passeio,
Deliciado na tarde quente, teimando em ruir,
Pela delicadeza insistente das horas;
Atravessando pontes
das quais nunca mais voltaremos,
e por amor, deixar-nos-emos fluir,
Perpetuando o bravio perfume
de nuvens em disparada...

Caem de ti, minha amada, gotas como se fora a chuva,
Entregue às lagrimas do fim de uma tarde
aberta à beleza de lhes contemplar,
encharcadas as estrelas fugidias movem-se,
na correnteza do rio doce
a espelhar a chegada do outono.
Não sou mais meu,
Nenhum frio sentimento abriu-me
Nem amadureceu no coração que agora é teu...

Em tua mão eloquente de ramos finos e almejados,
Está algemada ao braço delgado,
Carregando uma adaga fria e destemperada,
Mutilando minha poesia.
Tu, raiz da minha liberdade,
amorna a minha tristeza com a vontade de viver,
E nela abre-se como flor de sangue e fogo,
Pulsando na minha passagem de festa
pelo teu olhar a arder...

Olhar bonito
Que acalma o infinito da minha alma,
Alma plana como teu navegar,
Plana como são as faces do lago,
Na quietude amarelada e rejuvenescida de um amor,
Perdido na eternidade do meu peito;

Que importância já não dá a saudade,
Ponderando ainda sobre aquela pergunta,
Pois, se o sonho tem dimensões,
Como os caracóis têm suas casas,
Responder-me-á o lume que nos incendeia, com destreza,
Sobre o leito invadido das conchas nacaradas,
Profanadas pelo brilho da incerteza;
Onde me deito, cultivando o anseio de amar,
Como uma pérola nascerá desse simples grão de areia...



“E, contudo, não sentia remorso por não cumprir as promessas que fizera a si próprio. ‘Essas promessas são só para as gaivotas que aceitam o vulgar. Quem conseguiu chegar à excelência da sua aprendizagem não tem necessidade desse tipo de promessa.’”

“Quase todos nós percorremos um longo caminho. Fomos de um mundo para o outro, que era praticamente igual ao primeiro, esquecendo logo de onde viéramos, não nos preocupando para onde íamos, vivendo o momento presente. Tem alguma ideia de por quantas vidas tivemos que passar até chegarmos a ter a primeira intuição de que há na vida algo mais do que comer, ou lutar, ou ter uma posição importante dentro do bando? Mil vidas, Fernão, dez mil! E depois mais cem vidas até começarmos a aprender que há uma coisa chamada perfeição, e ainda outras cem para nos convencermos de que o nosso objetivo na vida é encontrar essa perfeição e levá-la ao extremo.”

“Escolheremos o nosso próximo mundo através daquilo que aprendermos neste. Não aprender nada significa que o próximo mundo será igual a este, com as mesmas limitações e pesos de chumbo a vencer.”

“Você tem menos medo de aprender do que qualquer outra gaivota que conheci em dez mil anos.”

“Ao expulsarem-na, as outras gaivotas só fizeram mal a si próprias, e um dia vão sabê-lo, e um dia verão o que você vê.”

“Era-lhes mais fácil praticar altas execuções do que compreender a razão que estava por detrás delas.”

“Temos de pôr de parte tudo o que nos limita.”

“Quebrem as correntes dos seus pensamentos e quebrarão as correntes do corpo.”

“Falou de coisas muito simples – que as gaivotas têm o direito de voar, que a liberdade é própria de sua natureza, que todo aquele que se oponha a essa liberdade deve ser posto de parte, quer a oposição seja motivada por ritual, superstição ou limitação sob qualquer forma.”

“'O preço de ser incompreendido’, pensou. ‘Ser classificado de diabo ou de deus.’”

“– Por que será – interrogou-se Fernão – que a coisa mais difícil do mundo é convencer a um pássaro de que é livre e de que pode prová-lo a si mesmo se se dedicar a treinar um pouco?”

“Não creia no que os seus olhos lhe dizem. Tudo o que mostram é limitação. Olhe com o entendimento...”
Richard Bach
 
Autor
johnmaker
Autor
 
Texto
Data
Leituras
144
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
49 pontos
7
5
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Lifesantana
Publicado: 21/03/2017 01:00  Atualizado: 21/03/2017 01:01
Da casa!
Usuário desde: 12/12/2016
Localidade: Brasil
Mensagens: 208
 Re: Pérola
Mais uma bela colheita no mundo da poesia amigo John.
Sua sensibilidade nos faz privilegiados na partilha de mais uma pérola de poema.
Obrigada!


Uma semana linda e leve amigo.
Bjs de paz.
Maria Laís.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/03/2017 02:53  Atualizado: 21/03/2017 02:53
 Re: Pérola
Belíssimo poema!
Grata pela partilha.

Bjs

Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 21/03/2017 13:10  Atualizado: 21/03/2017 13:10
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2647
 Re: Pérola
O amor que você escreve, é perfeito.
Sempre um bálsamo para o coração te ler.

bj.

Enviado por Tópico
Emy
Publicado: 21/03/2017 19:48  Atualizado: 21/03/2017 19:48
Muito Participativo
Usuário desde: 21/12/2016
Localidade:
Mensagens: 55
 Re: Pérola
Como não vir e não se encantar, um dos mais suaves e belos q já li... levo. Bjo

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 22/03/2017 12:45  Atualizado: 22/03/2017 12:45
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 13082
 Re: Pérola
John
Simplesmente perfeito!
Levei!
Beijos!
Janna

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 22/03/2017 14:29  Atualizado: 22/03/2017 14:29
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 9823
 Re: Pérola P/johnmaker
Se os sonhos não têm dimensão porque não nascerá uma
uma pérola de um simples grão de areia...até que às vezes
eles se realizam. Abraço nacarado Vólena

Enviado por Tópico
rodas
Publicado: 25/03/2017 00:41  Atualizado: 25/03/2017 00:41
Da casa!
Usuário desde: 16/01/2017
Localidade:
Mensagens: 296
 Re: Pérola
nem sempre ter asas e lembrança de ceu faz com que consigamos atingir o milagre de la chegar