https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

ღINDOMÁVEL MORTE MORRI SEM SABER*

 
 
Morri sem saber que tinha morrido
Vivi sem saber que tinha vivido
Amei sem saber que tinha amado
Sepultei-me sem saber que me tinha sepultado

Dormi sem saber que tinha dormido
Sonhei sem saber que tinha sonhado
Senti dor sem saber que tinha sentido
Foi uma árvore sem saber que tinha sido
Menti sem saber que tinha mentido

Matei sem saber que tinha matado
Sofri sem saber que tinha sofrido
Ignorei sem saber que tinha ignorado
Perdoei sem saber que tinha perdoado

Esqueci sem saber que tinha esquecido
Respirei sem saber que tinha respirado
Morri na solidão ao sabor do vento
Vivi na escuridão como um fantasma

Amei com paixão no meu pensamento
Sepultei-me na vereda do desgosto
Dormi entre as trevas do inferno
Sonhei na esperança da liberdade

Sinto as labaredas da saudade
Fui as folhas secas caídas da árvore
Menti com vergonha do um momento
Matei o esquecimento com fragas do olvido

Sofri sem tédio ou até dor do desgosto
Ignorei os meus próprios sentimentos
Perdoei tudo o que tinha de ser perdoado
Esqueci que as palavras rasgam a dor

Respirei para sentir os ventos agrestes
Morri com o espelho das amarras na face.
Open in new window


╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

Você pode copiar, distribuir, exibir, executar
desde que seja dado crédito ao autor original.


*
Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
2688
Favoritos
8
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
104 pontos
18
11
8
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/05/2017 15:28  Atualizado: 08/05/2017 15:28
 Re: INDOMÁVEL MORTE
Um viver cheio de desapontos, triste e, Belo
Lindo texto. Bjs


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 11/05/2017 09:57  Atualizado: 25/05/2022 17:13
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29767
 Re: INDOMÁVEL MORTE
Desencantos trazidos pelos ventos da vida onde o viver se torna dispersível. Um poema triste e sentimental, muito velo e muito bem escrito

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 08/06/2018 16:54  Atualizado: 08/06/2018 16:54
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade:
Mensagens: 1906
 Re: INDOMÁVEL MORTE
Nos recantos e prantos da vida, nos sentimentos vividos, no sonhar e no viver, o desencanto da morte é por vezes o encanto de uma vida.
Poema muito definhado, sendo utopia ou não, mas que se pode estar muita das vezes morto e vivo simultaneamente.


Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 08/06/2018 20:06  Atualizado: 08/06/2018 20:06
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 2272
 Re: INDOMÁVEL MORTE
Passando na releitura! Sempre boa leitura! Bjs

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 08/06/2018 23:08  Atualizado: 08/06/2018 23:08
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6909
 Re: INDOMÁVEL MORTE
Um belíssimo conjunto!
Nascemos e morremos
todos os dias. Em todas
as áreas. Parabéns!

Beijos,
Mary Jun

Enviado por Tópico
AntonioCosta
Publicado: 08/05/2020 10:20  Atualizado: 08/05/2020 10:20
Da casa!
Usuário desde: 02/05/2020
Localidade:
Mensagens: 360
 Re: INDOMÁVEL MORTE 🌹
QUANDO VIER A PRIMAVERA

Quando vier a Primavera,
Se eu já estiver morto,
As flores florirão da mesma maneira
E as árvores não serão menos verdes que na Primavera passada.
A realidade não precisa de mim.

Sinto uma alegria enorme
Ao pensar que a minha morte não tem importância nenhuma

Se soubesse que amanhã morria
E a Primavera era depois de amanhã,
Morreria contente, porque ela era depois de amanhã.
Se esse é o seu tempo, quando havia ela de vir senão no seu tempo?
Gosto que tudo seja real e que tudo esteja certo;
E gosto porque assim seria, mesmo que eu não gostasse.
Por isso, se morrer agora, morro contente,
Porque tudo é real e tudo está certo.

Podem rezar latim sobre o meu caixão, se quiserem.
Se quiserem, podem dançar e cantar à roda dele.
Não tenho preferências para quando já não puder ter preferências.
O que for, quando for, é que será o que é.

Alberto Caeiro, in "Poemas Inconjuntos"
Heterónimo de Fernando Pessoa

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 08/05/2020 17:35  Atualizado: 08/05/2020 17:35
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade:
Mensagens: 1906
 Re: INDOMÁVEL MORTE 🌹


Para quê preocuparmos-nos com a morte?
A vida tem tantos problemas que temos de resolver primeiro.

Confúcio


Enviado por Tópico
CarolinaFonseca
Publicado: 23/02/2021 15:19  Atualizado: 23/02/2021 15:19
Da casa!
Usuário desde: 15/08/2018
Localidade:
Mensagens: 498
 Re: Indomável morte morri sem saber que tinha morrido ...


Eu te amo mamazita beijos

Open in new window

Enviado por Tópico
SoledadViñas
Publicado: 21/03/2021 09:54  Atualizado: 21/03/2021 09:54
Da casa!
Usuário desde: 14/12/2020
Localidade:
Mensagens: 209
 Re: Indomável morte morri sem saber que tinha morrido ...
No le tengo miedo a la muerte, a lo que sí le tengo miedo es al trance, el ir hacía allá. Confieso que tengo curiosidad por saber de qué se trata.

Enviado por Tópico
AntonioCosta
Publicado: 25/05/2021 06:55  Atualizado: 25/05/2021 06:55
Da casa!
Usuário desde: 02/05/2020
Localidade:
Mensagens: 360
 Re: Indomável morte morri sem saber que tinha morrido ...
Aviso à Navegação

Alto lá!
Aviso à navegação!
Eu não morri:
Estou aqui
na ilha sem nome,
sem latitude nem longitude,
perdida nos mapas,
perdida no mar Tenebroso!

Sim, eu,
o perigo para a navegação!
o dos saques e das abordagens,
o capitão da fragata
cem vezes torpedeada,
cem vezes afundada,
mas sempre ressuscitada!

Eu que aportei
com os porões inundados,
as torres desmoronadas,
os mastros e os lemes quebrados
- mas aportei!

Aviso à navegação:
Não espereis de mim a paz!

Que quanto mais me afundo
maior é a minha ânsia de salvar-me!
Que quanto mais um golpe me decepa
maior é a minha força de lutar!

Não espereis de mim a paz!

Que na guerra
só conheço dois destinos:
ou vencer – ai dos vencidos! –
ou morrer sob os escombros
da luta que alevantei!

- (Foi jeito que me ficou
não me sei desinteressar
do jogo que me jogar.)

Não espereis de mim a paz,
aviso à navegação!

Não espereis de mim a paz
que vos não sei perdoar!

Joaquim Namorado, in 'Antologia Poética'

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 10/03/2022 20:02  Atualizado: 10/03/2022 20:02
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 5815
 Re: ღINDOMÁVEL MORTE MORRI SEM SABER*
🌺

Quando eu chegar
Ao fim da minha vida 💘
Eu só quero ser um pequeno
Grão de areia agarrado
A sandália nos pés de ti Senhor.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Open in new window

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 16/03/2022 20:36  Atualizado: 16/03/2022 20:36
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 5815
 Re: ღINDOMÁVEL MORTE MORRI SEM SABER*



Há pessoas ╭✿ ♥
Que mesmo longe
Cobiçam a tua felicidade.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Open in new window

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 05/04/2022 18:25  Atualizado: 05/04/2022 18:25
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 5815
 Re: ღINDOMÁVEL MORTE MORRI SEM SABER*


🌹
Há Sorrisos
Dados com amor na Alma

🌺

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


Open in new window

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 18/04/2022 20:40  Atualizado: 18/04/2022 20:40
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 5815
 Re: ღINDOMÁVEL MORTE MORRI SEM SABER*
*
♥AMOR 💕GOSTO🌹

Gosto amo estar contigo
O cheiro do teu corpo
Que me faz alucinar
A tua vontade me faz suspirar
Entre as tuas carícias
Que me fazem viajar
Por entre as estrelas do luar
Só o teu amor me faz feliz
E nem todas as palavras
Poderiam expressar
O amor que eu sinto por ti
Apenas quero estar contigo
Hoje, amanhã e depois
Para amar-te a delirar
Sem sentir a saudade
Do teu beijo amor amor.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Open in new window

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 24/05/2022 19:28  Atualizado: 24/05/2022 19:28
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 5815
 Re: ღINDOMÁVEL MORTE MORRI SEM SABER*
*


🌹AMOR💖

O amor é uma casa
O amor é liberdade
O amor tem asas
O amor é um ninho
O amor não tem algemas
O amor não é uma prisão
O amor é simplesmente entrega.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Open in new window

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 18/06/2022 17:22  Atualizado: 18/06/2022 17:22
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 5815
 Re: ღINDOMÁVEL MORTE MORRI SEM SABER*
*

🌺SOU APENAS MULHER🌹

Sou apenas uma mulher
Nos sonhos mais íntimos
Sou apenas uma mãe
Nos caminhos que percorro
Sou o tempo que tento
Deixar saudades
Sou o instante no cansaço
Das ondas do mar
Sou o sussurro que há
Num pequeno momento
Sou o vento que sopra
Na terra num canto
Entre as quimeras de uma brisa
Sou apenas uma mulher
Não me posso esquecer.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Open in new window