https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Ás vezes quebro (Hitler puff )

 
Ás vezes quebro (Hitler puff )
 


Ás vezes quebro.


Às vezes quebro,
Como prato vazio
E a expressão de quem
Se não enquadra
Mas finge pular à corda,
Com os que quebram não,
Pois minha missão é ser único,

Ás vezes me quebro,
Tal e qual louça,
Os bocados são meu céu de cal,
Não algo que se veja,
Sabotado por mim, invoco o cinzento
Sem encanto,
Hitler puff ...

Ás vezes trago
Sem querer, despido
O que penso,
Pois sou aquele
Que nasceu sem se conhecer,
Pra quem tudo é estranho,
Prato ou bacio, Graal sacro,

Raso eu, vazio d'paixão
Hitler puff ...
A existirem enigmas,
São o inverso de mim,
Que me revelo numa espécie
Sem perdão, somando ilhas
Do sul da Índia como "Nosferatu",

Tenho o dever
De ver símbolos sem os haver,
Apenas pelo dom de desenhar
Na vidraça um ser vil
Que nunca vi,
Sendo eu ficção, sem ser fictício ele,
Minha missão

É ser único, servil eu não,
Persigo o que sinto,
Digo o que penso por dever cívico,
Hitler puff ... ´
Ás vezes corro.









Joel Matos (02/2018)
http://joel-matos.blogspot.com




Joel Matos , aliás namastibet

 
Autor
Joel-Matos
 
Texto
Data
Leituras
673
Favoritos
5
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
53 pontos
5
4
5
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 01/02/2018 10:40  Atualizado: 01/02/2018 11:23
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 2172
 Re: Às vezes quebro (Hitler puff ... )
Open in new window



Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 19/11/2018 11:37  Atualizado: 04/01/2019 16:18
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1141
 .
.

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 14/01/2019 11:27  Atualizado: 14/01/2019 11:27
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 2172
 Re: Ás vezes quebro (Hitler puff )
Open in new window