https://www.poetris.com/
Poemas : 

Sou pasto de fogo fácil

 
Sou pasto de fogo fácil
 




Sou pasto de fogo fácil e melancolia dessa
Que passa depressa mas acho que sou,
Provavelmente o mais alegre dos homens à Face
Do mundo, não sou um optimista,
Espero que o fogo por mim se propague
Sem que eu o atice, nem protagonista sou
E não conto com a chuva pra que se
Extinga um fogo, um pessimista é alguém
Que não confia na ajuda divina,
Penso que provavelmente faço da
Melhor poesia do mundo na língua que me Deram
A entender e me cumpre engrandecer,
Assim me ajudem os deuses.

Pode ser poesia outra coisa senão
Sensações sensíveis, emoções emocionais,
Intimidades intimas, experiências
N/experimentadas, temperamentos n/
Temperados, frases inesperadas,
Manifestação de descontentes,
Pensamentos como de quem pensa
Valer a pena sem deveras valer,
Sentir arder, sofrer, sangrar sem nada disso
Ter, seja alegrar o doer, depressa o devagar,
Lento dentro dentro dentro ...

Pode ser poesia o luar,
A ciência dos astros, também pode ser
Um eucalipto a arder e o verão no verão;

Dizer é peculiar, Deus é deus,
Pode ser poesia o luar acrescido
E o prazer que tud’isto me dá,
Que outro não há na terra,
Tão imortal como este,

Sem ser dos Deuses e o meu
Mar, pode ser a poesia,
Outra coisa senão sensação
Emocional, manifestação
Do pensamento ou fenómeno externo,
Extremo e inteiro ...




Jorge Santos (05/2018)
http://namastibetpoems.blogspot.com





Jorge Santos (Namastibet)

 
Autor
Jorge-Santos
 
Texto
Data
Leituras
142
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
2
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 17/05/2018 09:25  Atualizado: 17/05/2018 09:25
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Algures em Portugal
Mensagens: 1567
 Re: Sou pasto de fogo fácil
valer a pena sem deveras valer,
sentir arder, sofrer, sangrar sem nada disso
ter-ser, alegrar ou doer, depressa devagar,
lento dentro dentro dentro ...

um abraço Jorge-Santos

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 19/05/2018 21:00  Atualizado: 22/05/2018 10:43
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal, Portugal, Azeitão
Mensagens: 1234
 Re: Sou pasto de fogo fácil
Open in new window




1820


O mal deste mundo é nem tudo rodar à volta dele,
Por sinal a mim tudo volta excepto o que mais desejo,
Voltar ao mundo segunda, terceira, quarta vez e sempre,
Por isso escrevo detrás pra frente e não de frente pra trás

Mas sempre contra a rotação do planeta pra ser diferente
De toda a gente na Terra e em tod'a roda desta e sempre
Com a lógica de um relógio de água na metafísica de Escher,
Menos arbitrário o pêndulo que Foucault, e o universo

Tão mais próximo quanto o supúnhamos longínquo ou tão a norte,
O mal deste mundo é nem tudo rodar à volta dele,



Joel Matos 1820

Open in new window


Open in new window