https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Antes da manhã chegar ..

 
Antes da manhã chegar ..
 









Antes da manhã chegar


já tu chegaste à janela,
Agora ela é tua e a tela,
Assim, todos quantos vês
Na rua olham dentro dela

Quanto tu, na mais lenta
Das ruas desta cidade,
Abres-te prá sua claridade,
Agora ela é tua e tu dela,

Assim quanto de todos q'virão,
A sensação de jamais
Ser tarde sombria pálida,
E antes do amanhã chegar,

Já chegaste à janela,
Entra na tela tal e qual garça,
Faz parte do que está dentro
Da minha própria carne e sangue,

Ela é o quê de tanta coisa
Que é preciosa, é a vida nossa
Sonhada e eu estou de luto,
Sem desejos nem sandálias,

O mundo abranda e me enlaça,
Tal como a rua e praça,
Amanhã me revelará qual,
Se esperança é miragem,

Rua/tela ou a morte que temo,
Assim todos e tanta gente
Bela e fria, dessa cidade impala,
É verdade, chegaste à janela,

Abre pra entrar claridade,
Enquanto a Terra é i'nda é bela
Sê tu cidade, sê eternidade,
Sê tela ... janela garça...






Jorge Santos(02/2018)
http://namastibetpoems.blogspot.com










Jorge Santos (Namastibet)

Eu não faço poesia, ela me faz poeta ...
 
Autor
Jorge-Santos
 
Texto
Data
Leituras
561
Favoritos
7
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
82 pontos
10
8
7
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
atizviegas68
Publicado: 17/02/2018 11:20  Atualizado: 17/02/2018 11:21
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2014
Localidade: Açores
Mensagens: 1350
 Re: Antes da manhã chegar ..."Figura en una ventana"
Open in new window




Salvador Dalí (1904-1989), «Figura en una finestra» («Noia a la finestra») / «Figura en una ventana» («Muchacha en la ventana») [«Figura numa janela» ou «Rapariga à janela»]; 1925; Óleo sobre cartão-pedra; 105 × 74,5 cm; Madrid, Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía



Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 17/02/2018 16:40  Atualizado: 17/02/2018 20:34
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal, Portugal, Azeitão
Mensagens: 1481
 (Depois te escrevo) ou - A lucidez de Alice -




















Detrás do espelho tu Alice,
Me diz se sou coelho ou gato,
Pois quando toco o ar deste
Lado ele sempre estremece,

Tão lácteo, lívido quanto havia
De alva cal na parede de onde sais,
Noutro vazio dum quarto branco,
Bruscamente deixa de aí ter

Espelho pra ser luz encanto,
Tu Alice, eu coelho vidente,
O que não havia era Rainha
Sem rei, serei alguém d'engano,

Além de Coelho sou quem
Fujo defronte ao espelho,
Onde não me veja pairar,
Pois quando toco o ar,

Faz frio e rio de mim pra mim,
Alice é o Coelho, sinto que
O outro lado é aqui mesmo,
Decido eu ou não eu o que vejo,

Detrás do espelho tu ou Alice,
Ou sentir somente com a alma,
Como só a alma sente sentir,
Frente ou traseiro de espelho,

Eu nem a espelho chego,
Quando mais ao trono alto
Que não está do meu lado,
Alice foi embora do palácio,

Era rainha, serei ninguém ou
Rei, dormirei quanto ele
Frente ao espelho, depois te
Escrevo ...Depois te escrevo

( Depois te escrevo )




















Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 17/02/2018 21:25  Atualizado: 17/02/2018 21:25
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15733
 Re: Antes da manhã chegar ...
Poeta
Uma das melhores que li! Levei!
Beijos!
Janna

Enviado por Tópico
Eureka
Publicado: 25/02/2018 12:06  Atualizado: 25/02/2018 12:06
Colaborador
Usuário desde: 02/10/2011
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4118
 Re: Antes da manhã chegar ... P/Jorge Santos
Bom dia poeta Jorge,

Fiquei lendo e relendo este teu poema.... ele contem várias "insinuações" deliciosas, postas em versos plenos de habilidade.

Quantas as coisas/situações tu tocaste aqui nestes versos?!? Imensos!
Tudo muito cativamente versado, e eu adorei assim, quasi perfeito.

Parabéns
Um abraço
Eureka

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 25/02/2018 13:27  Atualizado: 25/02/2018 13:27
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29002
 Re: Antes da manhã chegar ...
Lindas manhãs que chega junto com o alvorecer, os ventos se direcionam os pleno alvor onde as águas se solidificam jun do aos olhos do tempo.

maravilha de poema


Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 07/05/2018 12:44  Atualizado: 07/05/2018 12:44
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal, Portugal, Azeitão
Mensagens: 1481
 Não cedo ao medo e nem à dúvida
Open in new window