https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

POIS EU

 
POIS EU
 
Tremo, escrevo, paro, escuto
Verto todas as lágrimas do mundo
Reduzo-me ao látego que me flagela

O corpo que deixo habitar na minha alma
Reduzo-me ao que sou, que não é nada
Barro de argila seco insignificante

Apenas um naco de nada sem nada, a vida
É crua, dura com o fel de uma víbora
Uma árvore que definha e seca de pé

Conquistando um fulcro vazio e potente
Sou quem há muito morreu vaguiei sem sair
Sair de onde pergunto, eu se sou um látego

Roto, vestido de farrapos velhos deixados
No lixo por alguém mais pobre que eu
Perdi-me enquanto sou escravo da vida

Tornei-me numa pessoa encarcerada de mim
Sem uma réstia de fé, na carne que me fustiga
Tremo, escrevo, paro, sorvo, choro

De olhos vedados fechados, veio-me à memória
O cheiro da terra, do capim molhado
Parece-me um poema, mas eu sou apenas um látego.

Open in new window


















╭✿ ♥
Não me considero poeta
Descobri escrevendo por acaso

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
Autor
IsabelRFonseca
 
Texto
Data
Leituras
372
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
57 pontos
11
7
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 25/08/2017 16:35  Atualizado: 25/08/2017 16:35
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal-Azeitão, Portugal
Mensagens: 1437
 Re: Poiseu
tb gostei do que escreveu.


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 02/09/2017 16:32  Atualizado: 02/09/2017 16:32
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 28844
 Re: POIS EU
Sentidos que si vai, ventos que trazem aquele sentimentos onde o amor grita os instantes que fustigam um intensa dor


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 08/10/2017 09:59  Atualizado: 08/10/2017 09:59
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 11909
 Re: POIS EU P/IsabelRFonseca
Um bonito poema, gostei muito! Mas Deus não castiga
ninguém, Ele é amor, caminho e verdade e que a fé nunca a abandone e acredito que seja só um poema muito lindo, beijocas grandes Vólena


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/10/2017 14:35  Atualizado: 08/10/2017 14:35
 Re: POIS EU
Olá

Poema forte, mas há um pessimismo eminente, não creio que alguém que tenha tanta sensibilidade possa sentir o que escreveu, és poetisa, portanto acredito que seja apenas um "poema fingidor"... Espero ...

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 09/10/2017 13:17  Atualizado: 09/10/2017 13:17
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 965
 Re: POIS EU
Lindo poema cheio de tristeza e angustia. Como só os poetas sentem.
Abraço Isabel


Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 22/08/2018 00:34  Atualizado: 22/08/2018 00:34
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2504
 Re: POIS EU
Imensa reflexão, querida amiga!

Gostei muito e já anda a me torturar uma saudade do cheiro da terra, do capim molhado…

Meus parabéns!
Um abraço!

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 22/08/2018 23:26  Atualizado: 22/08/2018 23:28
Da casa!
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade: Portugal
Mensagens: 438
 Re: POIS EU
Poema bem redigido, com fortes sentimentos de utopia ou não.
No corpo e alma, eu vejo o sentido apenas pela dor que denuncia o iceberg frio cheio de emoções lá dentro a sua cor dizendo-me para seres forte e aguentares os dias quentes, que os frios juntos passaremos unidos, com o cheiro da terra e capim húmido, aqui e acolá.
Bejocas