https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Ausência

 
Escuta. São as rolas a estenderem um lamento rouco
sob as nuvens da tarde que decai.

A rua a ser o silêncio. E um olhar
a verter memórias
ou gestos sós e repetidos que perderam definição.

O teu nome a ser o eco
das aves e do vento

uma canção que ressoa num espaço indefinível

a nitidez dos instantes
diluídos no vermelho do horizonte.

O tempo a ser o silêncio.

E tudo o que sobra evoca a densidade das palavras
o tamanho espesso das sombras
subterrânea ausência.



maria

 
Autor
outonal_idade(s)
 
Texto
Data
Leituras
274
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
4
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 11/09/2017 12:11  Atualizado: 11/09/2017 12:11
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29152
 Re: Ausência
Muitas vezes a ausência de todo um aquilo deixa em nós um vazio que nossas almas gritam


Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 25/03/2018 12:27  Atualizado: 25/03/2018 12:27
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Algures em Portugal
Mensagens: 2701
 Re: Ausência
☘ um abraço outonal