https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Estou preso dentro de minha alma junto ao meu coração choro lágrimas de solidão

 
Estou preso dentro de minha alma junto ao meu coração choro lágrimas de solidão
 
Nada mais é o que acontece
Todo se inicia, tem o seu fim
Muitas vezes um fim que os pedaços ficam para o resto da vida
Nem mesmo o tempo o completa, nem desativa
Meu olhar se fazia de um jeito que não era para mais ninguém
Somente para você que era meu doce alguém
Vivíamos de encantos os ventos faziam o nosso decanto

Mas nada é pior que a dor do amor
Até hoje não sei por que me abandonaste
Disse para mim que outra não amaste
Mais foi uma mentira que veio-se logo a se descobrir
Já não sabia mais fingir

Da vida fui se distanciando aos pouco
Sinto falta dos teus beijos em minha minha boca, estou a ficar louca
Vivo em amargura estou beira da loucura
Você me abandonou, tudo para mim se acabou
Estou preso dentro de minha alma junto ao meu coração, choro lágrimas de solidão


Autor: martisms
09/09/2017
José Carlos Ribeiro


https://avatars.mds.yandex.net/get-pdb ... 84-94ab-a0e867b33c4c/orig

http://24.media.tumblr.com/tumblr_lrqoobFsTL1qim7jao1_500.gif

https://img.buzzfeed.com/buzzfeed-stat ... ed-24412-1409262829-5.gif

http://1.bp.blogspot.com/-aiiW1q-l4sM ... XXyHlHNM/s1600/deinha.gif

 
Autor
martims
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1207
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
3
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 08/01/2018 11:11  Atualizado: 08/01/2018 11:11
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1342
 Re: Estou preso dentro de minha alma junto ao meu coração...
Parabéns amigo, gostei!
Abraço


Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 20/09/2019 00:56  Atualizado: 20/09/2019 00:56
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6599
 Re: Estou preso dentro de minha alma junto ao meu coração...
Boa noite, Martins,

Belíssima construção poética retratando uma saudade e solidão.

Um abraço,
Mary Jun